16 de julho de 2013

Autêntico = metido a besta!


É breve mas é certeiro. Condiz com o que eu tenho pensando ultimamente. Há rótulos para tudo! Cria-se muito em prol da imaginação. Então porque, não utilizar essa criatividade toda para coisas construtivas, de total importância de fato do que ficar analisando e distorcendo a vida e as ações alheias? Tá... então, pegando o gancho das especulações, parto do princípio que a pessoa que adora descontextualizar os demais só pode ser desocupada, preconceituosa e invejosa. Preocupação demais com os outros e de menos com você mesmo que dizer, nas entrelinhas dos fatos, que lá no fundo, gostaria de ser apenas uma fagulha daquele que é alvo de críticas inviáveis criadas por você.

#fiqueesperto!


"A distorção de valores chegou a tal ponto que pessoas discretas são consideradas arrogantes, os modestos são vistos como dissimulados e os que não se rendem a modismos são taxados de esnobes. Ser autêntico – requisito número 1 para se ter charme – virou ofensa pessoal. Ou a criatura faz parte do rebanho, ou é um metido a besta."  


Martha Medeiros




Um comentário:

Dama de Cinzas disse...

Verdade! Cabe a nós não nos rendermos ao rebanho... rsrs

Beijocas