30 de setembro de 2015

A inveja alheia está nos mínimos detalhes...


"Se engana quem acha que dinheiro e status atraem inveja. As pessoas invejam mesmo é o sorriso fácil, a luz própria, a felicidade sincera, a alegria exagerada. O que incomoda as pessoas são as amizades que o outro atrai, a boa energia que transmite, o brilho ofuscante no olhar, a sinceridade espontânea, o amor verdadeiro, a positividade pela vida, a leveza no andar e a paz interior. Sim, um corpo perfeito chama atenção, beleza atrai, mas nada disso tem valor se o que tem por dentro não se alimenta de coisas boas. Aliás, dinheiro nenhum paga o que gera a verdadeira inveja, porque a maior riqueza da vida se esconde na alma." (...)

[Maíra Cintra]


Em construção...





Durante a nossa vida causamos transtornos na
vida de muitas pessoas,
porque somos imperfeitos.

Nas esquinas da vida, pronunciamos palavras inadequadas,
falamos sem necessidade,
incomodamos.


Nas relações mais próximas, agredimos sem intenção ou intencionalmente.
Mas agredimos.

Não respeitamos o
tempo do outro,
a história do outro.

Parece que o mundo gira
em torno dos nossos desejos
e o outro é apenas
um detalhe.

E, assim, vamos causando transtornos.

Esses tantos transtornos mostram que não estamos prontos, mas em construção.

Tijolo a tijolo, o templo da nossa história vai ganhando forma.

O outro também está em construção e também causa transtornos.

E, às vezes,
um tijolo cai e nos machuca.
Outras vezes,
é o cal ou o cimento que suja nosso rosto.
E quando não é um,
é outro.

E o tempo todo nós temos que nos limpar e cuidar das feridas, assim como os outros que convivem conosco
também têm de fazer.

Os erros dos outros,
os meus erros.
Os meus erros,
os erros dos outros.

Esta é uma conclusão essencial:
todas as pessoas erram.
A partir dessa conclusão, chegamos a uma necessidade
humana e cristã:
o perdão.

Perdoar é cuidar das feridas e sujeiras.
É compreender que os
transtornos são muitas vezes involuntários.

Que os erros dos outros são
semelhantes aos meus erros e que,
como caminhantes de uma jornada,
é preciso olhar adiante.

Se nos preocupamos com
o que passou,
com a poeira,
com o tijolo caído,
o horizonte deixará de ser contemplado.
E será um desperdício.

O convite que faço é que você experimente a beleza
do perdão.
É um banho na alma!
Deixa leve!

Se eu errei,
se eu o magoei,
se eu o julguei mal,
desculpe-me por todos
esses transtornos…

Estou em construção!

29 de setembro de 2015

Que a gente tenha...


Em 2013 eu publiquei. Vale compartilhar novamente...

"Que a gente tenha a capacidade de aprender pelo amor, antes que a dor venha nos ensinar que ninguém está livre de viver justamente aquilo que tanto critica nos outros. Sabe, não é porque você vê mil motivos pro outro se sentir feliz que isso é o suficiente pra que ele se sinta feliz. (!!) É simples: Têm dores que ninguém enxerga, mas estão lá, tirando a paz de tantas pessoas... Algumas tristezas existem dentro da gente sem que encontremos explicação pra elas, não sabemos de onde vieram, até quando vão durar: simplesmente estão ali. Não ajuda (ok, eu sei que a verdade é que a última preocupação de quem julga é ajudar) apontar o dedo, listar motivos pra que a pessoa se sinta melhor, compará-la a pessoas "que já sofreram muito mais na vida - blá blá blá - e têm uma postura tão mais positiva diante dos problemas", mandar a pessoa se ajudar quando a última coisa que ela tem é força pra se levantar sozinha. Então desculpa aí, mas o mundo não gira em torno do seu ego inflado e nem tudo o que você entende como certo realmente é. Sabe aquelas frases batidas que a sua avó dizia? "Cada um é cada um", "Não quer ajudar, não atrapalha"? Pois é. Adota pra vida e para pra olhar um pouquinho mais pra dentro de si: enquanto você fica ressaltando os defeitos alheios os seus criam raízes e te impedem de se tornar essa tal de pessoa melhor que você tanto exige que os outros sejam".

Cativar & Cultivar (Por Karla Tabalipa)


28 de setembro de 2015

É o que tem pra hoje...



O coração em paz e a mente tranqüila revelam a plenitude de uma alma iluminada. 




18 de setembro de 2015

‪#‎PositividadeeFé‬


"Nem teus inimigos podem te fazer tão mal quanto seus próprios pensamentos." 

#‎PositividadeeFé‬


17 de setembro de 2015

Deixa ir o que foi, concentre-se no que ficou!


"Crie laços com as pessoas que lhe fazem bem, que lhe parecem verdadeiras. 
 Desfaça os nós que lhe prendem àquelas que foram significativas na sua vida, 
 mas, infelizmente, por  vontade própria, deixaram de ser. 
 Nó aperta, laço enfeita. Simples assim." 
  


Caio Fernando Abreu.




16 de setembro de 2015

Cuidado em tudo na vida...


"Tudo que fizeres, faz com a alma.
Quando falares, cuida das palavras.
Quando escreveres, registra com amor teus pensamentos para serem eternizados.
Quando ouvires alguém, assegura ouvir a alma de quem te oferece seus sentimentos.
Quando tocares em alguém, saibas que tocas o Sagrado."


15 de setembro de 2015

#boanoite #boaterça #boasemana #bomtudonavida




"60 LIÇÕES PRA APRENDER ATÉ SEUS 30 ANOS" - pra mim é até morrer!


Para mim isso está mais para lição de vida e não algo para definir uma fase da sua vida. Temos que trabalhar grande parte destes tópicos constantemente e colocar em prática. A usabilidade constante é que vai fazer com que se tornem tão nossos, tão simples, tão tudo. 

Na verdade acho que nosso maior problema não está em aprender e colocar em prática. Está em esperar a hora, o momento, a pessoa, as oportunidades certas para fazer acontecer. Quando na verdade é sempre no agora que devemos nos concentrar. Como já diz um ditado: há dois momento em que não se pode fazer nada, o ontem e o amanhã. Partindo desta premissa, não deixe nada para depois. O depois pode nunca chegar...




1. Ame seus pais. Prove isso todos os dias.
2. Cada escolha, uma renúncia. Keep walking.
3. Não reclame de boca cheia. Sempre tem alguém na pior que você.
4. Todos devem tomar ao menos três porres na vida.
5. A vida não é colorida, ela é colorível.
6. Nunca abaixe a cabeça pra ninguém, nem levante o nariz alto demais. Olho no olho já é suficiente.
7. As pessoas que falam dos outros pra você, vão falar de você para os outros.
8. Não acredite em tudo que falam. Uma palavra proferida é uma arma branca.
9. A vida real é melhor que a virtual. Há 10 anos vivíamos bem sem celular.
10. O melhor orador é o melhor ouvinte.
11. Todo mundo caga, desde o rei ao plebeu.
12. Admitir seus erros é o primeiro passo da humildade.
13. Comer besteiras te deixa mais feliz.
14. Nunca seja omisso! Melhor um não que falta de compromisso com alguém.
15. Tenha seus melhores amigos sempre por perto, mas saiba curtir seus momentos sozinho.
16. Tente nem sempre estar certo, prefira estar feliz.
17. Não se sabe o dia de amanhã. Deixe um recado para sua família e amigos num lugar onde todos lembrarão de você.
18. Diploma é algo muito bom, mas não garante nenhum sucesso financeiro.
19. Faça loucuras, permita-se ser um louco com princípios.
20. Você pode ir a Las Vegas e a um boteco na vila sendo a mesma pessoa. O dinheiro não te faz diferente.
21. Resiliência é a palavra. As maiores lições de vida só são aprendidas da maneira mais difícil. Do chão não passa!
22. Ser autêntico é a única e melhor forma de agradar.
23. Dirigir cantando alto é um santo remédio.
24. Evite marcar um voo às 6h da manhã.
25. Quem não cola, não sai da escola.
26. É bom questionar tudo. Ter mais perguntas que respostas significa que você está sendo honesto consigo.
27. As maiores coisas da vida ainda são encontradas de graça. Basta contemplar e olhar.
28. Você é capaz de lidar com situações que achava que não podia.
29. Ria de você mesmo. Quando os outros fizerem, já saberá como ganhar uma situação.
30. A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena.
31. A maioria das coisas que você vê é apenas o que você acha que sabe o que vê.
32. Elogie as pessoas! Com certeza, vai fazer a diferença no dia desse alguém.
33. Não existe comida ruim, existe comida sem tempero.
34. Doar é um ato de permissão e aprendizado.
35. Cumprimente qualquer pessoa, independente de sua classe. "O melhor indicador do caráter de alguém é como ela trata as pessoas que não podem lhe trazer benefício algum.”
36. Quando for visitar alguém e ficar em sua casa, deixe um presente. Se pegar carona, ofereça dinheiro para o pedágio. É questão de bom senso.
37. Dinheiro não traz felicidade, mas te proporciona momentos inimagináveis. Às vezes, é preciso dinheiro para vivenciar momentos com amigos e família em ocasiões especiais. Portanto, trabalhe!
38. Nunca julgue alguém. "Não brinque com os outros, o mundo gira. Hoje você brinca, amanhã é brinquedo."
39. Aprenda que preço e valor são coisas muito diferentes. Nascemos de bolso vazio e caráter zerado. Podemos acumular riquezas financeiras e viver os melhores momentos da vida, mas dela não levamos nada..
40. Você pode se acalmar a qualquer instante quando tem o mar e o céu na sua frente. Possua um refúgio.
41. "Hay que ser duro pero sin jamas perder la ternura."
42. Não confunda vaidade com narcisismo.
43. Uma roupa não justifica o status de alguém. Muitas vezes a embalagem não condiz com o conteúdo.
44. Einstein era mais esperto que inteligente. E ele era um gênio!
45. Merdas acontecem. Reclamar é verbo, solucionar é uma arte.
46. Cada pessoa tem um conceito sobre tudo. Saiba respeitar essa diferença.
47. Mais valem duas horas de risco que um dia de sonhos.
48. Atitudes valem mais que palavras. "Para saber quem somos, basta que se observe o que fizemos da nossa vida. Os fatos revelam tudo, as atitudes confirmam. O que você diz - com todo respeito - é apenas o que você diz”.
49. O tempo é o mesmo para todos. Saber agradecer ao invés de pedir para os céus é saber respeitar o tempo. 1% representa menos de 15 minutos do seu dia ou 3 dias de seu ano. Todos têm tempo para algo a fazer.
50. Se vidente previsse certo, ele estaria rico e não daria conselhos. A sorte só favorece aos audazes.
51. Sem saber que é impossível, qualquer um pode ir lá e fazer. Crie com o mesmo ímpeto de uma criança.
52. O veneno só faz mal se você engole.
53. Não jogue lixo na rua.
54. Colecione sorrisos e abraços.
55. O amor próprio é o maior de todos.
56. Cão que ladra demais não morde.
57. O lado legal da mudança é que ela pode ser feita a qualquer momento da vida. Não existem regras nem limites.
58. Os grandes vencedores já perderam um dia. "Com o tempo você aprende a cair com classe e levantar com orgulho."
59. Obedeça a sua intuição. Se você escutou seu coração antes de fazer o primeiro movimento, você escolheu o caminho certo! E quem aceita e respeita sua intuição, sabe que fez a melhor escolha!
60. O caminho não dura para sempre. É uma bênção percorrê-lo durante algum tempo, mas um dia ele irá terminar, portanto esteja sempre pronto para despedir-se a qualquer momento. Honre seu caminho. Foi sua escolha, sua decisão, e na medida em que você respeita o chão onde pisa, também este chão passa a respeitar seus pés. Faça sempre o que for melhor para conservar e manter seu caminho, e ele fará o mesmo por você.
 


Todos somos iguais na essência humana, mas podemos pensar diferente. Mas como ser diferente sem medo? Para isso não existe teoria, apenas a vivencia para te mostrar o caminho que você deve percorrer conforme sua intuição indica. Certa vez, um grande pianista foi abordado por um admirador que lhe perguntou: “Como você pode usar as notas com tanta maestria?” O pianista respondeu: “Eu uso as notas do mesmo jeito que os outros, mas as pausas... Ah, é aí que está a arte!”.

14 de setembro de 2015

Porque às vezes é só disso que eu preciso: PAZ




Porque quando a mente está sã o corpo se mantém são. E no meu caso, já disse: não é água com açúcar que acalma. É água com sal. Olhar o mar é sempre meu refúgio. 

Porque às vezes dá uma vontade de se desligar um pouquinho do mundo, de tanta maldade e destruição, da decadência da humanidade, da falta de boas ações e sentimentos, da descrença no mundo. Porque às vezes cansa tirar tantas pedras no caminho quando plantamos flores e amores. 

Então, para me reenergizar, me reencontrar e reacender aqui dentro a chama principalmente da fé, deixo que no vai e vem das ondas o mar leve dúvidas e traga certezas, leve perguntas e traga respostas, leve a falta de vontade e traga a motivação. Leve tudo o que não faz bem e deixe apenas o que mereça ficar. 

E que eu me mire em seu exemplo e veja que entre calmaria e agitação a água nunca deixa de fluir, seguir seu curso, por mais que um dia seja diferente de outro. E com o nascer e o pôr-do-sol que eu veja sempre a expectativa do recomeçar. E nunca perca a perspectiva de acreditar.
 

hahahahahahahaahahahahhahahaahahahahaahahhahahahaaahahahaha...




"... porque beleza é uma questão de espírito!"




13 de setembro de 2015

11 de setembro de 2015

Mas faz o que tem que ser feito!


Pois é... nem sempre a gente ri no final. Mas faz o que tem que ser feito!


Respire...



Amém!




10 de setembro de 2015

O que é pra ser, será...


E o que é verdadeiro,"pra ser", o tempo se encarrega de ajeitar e colocar as coisas em seu devido lugar!


Exatamente, Clarissa!


Exatamente, Clarissa!



9 de setembro de 2015

Feliz quarta-feira


"Quando uma porta se fecha, outra se abre. Mas muitas vezes nós ficamos tanto tempo tristes a olhar para a porta fechada que nem notamos aquela que se abriu"

Alexander Graham Bell


Dias de saco cheio... porque todo mundo tem os seus!


Não vou entrar em grandes detalhes, mas meu marido anda passando por um momento delicado. Várias coisas somaram para culminar no estado emocional dele, algumas perdas, um tantão de insatisfações, poucas atitudes para reverter isso aliado a guardar tudo pra si, enfim, uma hora explodiu! E quando ele explodiu foi de uma vez só. Tudo o que ele guardou e ruminou durante anos achando que conseguiria se acertar com seu interior, esquecer, fazer passar, melhorar foi pelos ares... E sobra sempre para quem está mais perto, no caso eu!

E isso tudo me pegou de surpresa, pois apesar de estar notando um afastamento dele de mim, primeiro atribui à rotina cansativa, estressante e corrida em que quase não nos víamos e tínhamos tempo para nós. Em segundo momento, já achei que ele estava desgostando de mim e sempre que eu tentava conversar ele vinha cheio de respostas vazias e evasivas. Terceiro momento quando ele explodiu vi que não era pessoal e sim generalizado, mais aí já era tarde. Eu tinha me deixado afetar e desgastar tanto quando não sabia os motivos reais dele que agora, mesmo sabendo, esta difícil de lidar com o que restou. Foram inúmeras brigas e embates até enfim descobrirmos o motivos pelo qual nossos ponteiros descompassaram. Mas fato é que agora eles seguem espaçados, por mais que a gente tente mexer neles para fazê-los andar juntos. 

Sei que é um momento delicado e difícil, onde ele se encontra perdido, confuso e sem muitas explicações do porque age assim e assado, porque uma hora se comporta x e outra y, porque um momento me quer perto como se precisasse de mim como o ar que ele respira e outro me exclui de sua vida como se nada fosse. Tá foda pra ele, é verdade! E junto a tudo isso, soma ainda o fato dele achar que me faz sofrer, que me faz mal, que eu estaria melhor sem ele. Neste momento ele não consegue entender que me sinto mal com a situação e não propriamente com ele, por mais que algumas atitudes e palavras dele me atinjam que nem um punhal. Tento sempre pensar "é involuntário", mas quando a gente lida com sentimento, é difícil racionalizar sempre.

Eu mesma já passei por um momento assim na vida, onde depois de me ver afundando o suficiente também por vários pontos na minha vida, resolvi procurar ajuda. Hoje posso ter um pouco da dimensão do que foi para as pessoas ao meu redor lidarem comigo, já que eu mesma, a depressiva, não pensava em mais ninguém a não ser eu e em mais nada a não ser ficar inerte na dor que me consumia naquele momento. Hoje agradeço por estar solteira naquela fase. Pois nem todos têm estrutura para entender, aceitar e saber lidar. Quando tudo veio à tona, estava me sentindo apesar de triste e meio confusa com tudo um pouco mais preparada e fortalecida internamente já que tinha passado por anos de terapia para ajudá-lo nesta jornada, ser o apoio dele, o colo que conforta e a voz que estimula a continuar. Porém, alguns dias depois de outros muito ruins, onde meu casamento quase foi abaixo por conta desta conturbada fase dele e que não era de conhecimento meu estar no nível que estava, ele começou a se abrir, a coisa foi caminhando a passos de tartaruga, estava receosa de como saberia lidar com isso e meus conflitos internos gerados pelas atitudes dele, intencionais ou não, mas ao mesmo tempo esperançosa, pois o estava convencendo a fazer um tratamento e ele estava cedendo. Foram dias tensos, mesmo! E quando finalmente eu achei que as coisas iam caminhando para uma melhora dele, foi a hora do meu "bum".

Sim, porque pôxa, não sou de ferro! Sei que teve uns dias que perdi o chão por ter sido pega de surpresa com ele querendo jogar tudo pra cima, tudo mesmo! Até entender o que estava acontecendo, em meios a muitas conversas dolorosas e cansativas emocionalmente, em meio a tentativas mil de dar certezas e esperanças, eu não consegui me levantar. Todo mundo fala que eu tenho que ter calma e paciência e tolerância e ser carinhosa e compreensiva, mas é difícil ser tudo isso com uma pessoa que eu desconheço. Hoje pareço viver com seu irmão gêmeo às avessas de tudo que o meu marido é. É difícil me acostumar em não ter mais nada de tudo o que eu tive durante seis anos. É complicado demais não saber se o que falo, o que faço vai agir negativa ou positivamente ele. E é mais complicado ainda quando junta-se mágoas e chateações passadas e não resolvidas e explicadas e que num momento frágil desses pode pesar para tudo ruir. Tô insegura e com medo, depois que ele me tirou todas as certezas que me deu. Depois que não faz mais questão de mostrar o sentimento que existe dentro dele nas mínimas coisas, no dia a dia. Depois que ele se mostra distante e frio, muitas vezes só comigo. Depois que parece que só eu tô tentando resgatar a nós e que não sei bem em que momento se perdeu "o nós" pra ele, se antes disso tudo ou no meio disso tudo. Tenho medo de que a cada dia tenha se perdido um pouquinho e que no somatório seja um "poucão" difícil de recuperar. Então, tô agindo muito por impulso, raramente consigo deixar o bom senso agir. É como se a cada nova ação dele desconhecida para mim ativasse um gatilho de defesa e reação automática e ou eu me fecho no meu mundo, ou começo a fuzilá-lo com perguntas as quais ele não sabe responder. Não quero pressionar mas acabo fazendo, não quero cobrar mais acabo fazendo, não quero brigar mas acabo fazendo e nessa mesmice saem as mesmas problemáticas e não se chega a lugar nenhum. Sei que não posso ser assim, sei que tô errada agindo assim, sei que preciso dar mais espaço e não o sufocar, mesmo que por amor ou por medo. Mas o que eu posso fazer? Tá pesando, tá cansando e eu não tô aguentando. E quem vem falar pra ele e pra todos os outros que repetem a mesma ladaínha para terem calma e paciência comigo, que assim como tá difícil pra ele, está igualmente difícil pra mim, ser forte por ele e por nós, me adaptar a uma nova pessoa e relação, racionalizar todas as palavras e ações e não deixar o sentimento agir...? Quem olha verdadeiramente através de mim e vê que estou sofrendo, que estou triste e que tá doendo? Quem olha pra mim e tenta entender a maneira torta que eu ajo por pura confusão mental e sentimental como entendem a ele e tudo o que ele faz? Quem tá aqui pra dizer que releva meus erros como estão relevando o comportamento dele? Tá bom, não estou depressiva, mas estou a beira de um ataque de nervos. E eu posso ter o direito de me dar o direito de surtar também? Obrigada!

Caramba, mais do que ouvir pra ter calma, ter fé, ter paciência, que as coisas vão melhorar e mudar, queria ouvir um "eu entendo você, relaxa". Só um uma vez na vida nestes dias infernais que tiraram meus dias floridos e cheios de cor. Por que tudo o que ele faz é desculpável e o que eu faço é condenável? Injusto! Queria um pouco de compreensão e condescendência também. E olha que nem muita gente que teria obrigação de estar perto passando por tudo isso comigo está. Então, sou só eu! Só eu pra tudo! Só eu pra aguentar todos os trancos da vida e as porradas que agora ele me dá. Todos os dias, sem descanso, sem intervalo as oscilações de humor e as variações de comportamento. Ele não faz por querer, eu sei que não. Mas eu também não! Tô apoiando, tô do lado, tô incentivando, tô puxando pela conversa pra ver se nos comunicando melhor consigo tentar entendê-lo e reagir melhor. Tô lidando com as maiores loucuras, tô relevando coisas intoleráveis pra mim, tô aprendendo a calar, a passar por cima, a criar um jeitinho novo pra tudo até pra me aproximar dele. Tô tentando não viver de expectativas, nem de lembranças, nem de saudades, aprendendo a deixar fluir e ver o que vai dar no dia, mas não é fácil. Tô me obrigando a quase saltar de asa delta num abismo negro, sem saber o que me aguarda...

Te dizer que se não fosse o meu sentimento que nem eu sabia que era tão grande assim, que aguentava tanto tranco, mesmo às vezes tendo vontade de chutar o pau e jogar tudo pra cima. Apesar disso, tô descobrindo um lado meu, um lado do meu sentimento que eu ndesconhecia. Um capaz de a tudo suportar só para vê-lo feliz e bem. Um que aguenta qualquer tranco sempre em prol do nosso bem estar e ficarmos juntos. Um amor que eu preferia sofrer tudo por ele. Tô aprendendo e ser mais cuidadosa e paciente sim, mais positiva e mais amiga, a ouvir mais e e criticar menos e tentar entender mais sem questionar, a me colocar mais no lugar dele, e ver que por mais que ele tivesse amor pra nós dois a vida inteira, todo mundo precisa de reciprocidade, de demonstrações e provas constantes sem achar que o outro sabe o que sentimos, que temos que estar sempre conversando, mesmo que seja chato e doloroso tocar em certos assuntos, mas a sinceridade erradica problemas maiores futuros, ter um carinho na hora de falar por mais razão que se tenha, saber ouvir muitas vezes sem criticar e muitas outras coisas mais que agora me fogem mas, que eu tô aprendendo e que sei que é para o benefício do nosso relacionamento, não só dele agora. Quero de verdade ser melhor e mudar meu jeito, meus atos inapropriados. Por mim, por ele, por nós. Já que falta de sentimento não é, apenas está tudo meio confuso dentro dele e eu e o nós foi no mesmo barco. Mas eu só quero ter o direito de fraquejar, de ter medo, de errar, de duvidar, de não saber, de surtar, de sei lá não aguentar o tranco todos os dias, sempre. Queria ser mais compreendida e aceita e menos censurada também.

Me assombra ainda ele ter um outro surto de não saber o que sente e o que quer comigo. Acho que é isso, tudo o que passei e que foi mais ou menos explicado por ele dentro das suas capacidades, ainda está na minha mente. Os dias já se passaram, mais ainda fecho os olhos e lembro de nós dois, sentados frente à frente, distantes. Nossos olhares não se cruzavam. Nossas palavras cortavam que nem navalha. Éramos dois estranhos tentando entender um ao outro e sem entender. Já não falávamos mais a mesma língua e desconfiava que não sentíamos mais o mesmo amor. Até que ele desferiu um golpe certeiro dizendo nem sim e nem não, apenas não sei! E doeu! Doeu mais que um tapa, doeu mais que um corte, doeu mais que qualquer machucado que eu viera a ter na vida. Doeu mais que as palavras sinceras foi ver no olhar dele o brilho se apagar, a alegria da voz murchar e a felicidade da sua alma se esvair. Perceber que o tudo que eu ara antes pra ele se foi e hoje, por mais que eu estivesse ali, era um nada. Sim, ele mudou. Sim, ele me sinalizou e eu interpretei errado, culpando o falta de tempo, o cansaço, a rotina estressante, os problemas da vida. Sim, ele mudou e não foi para pior e nem para melhor, apenas deixou de ser meu. A pior sensação da minha vida! Não ser mais nada para alguém que a gente ama! E que sempre nos amou! Me perdoa, mas acontece que em algum momento da vida, olhei mais pra mim do que pra você. Me achei mais em mim e me perdi de nós! Estava tão certa de tanta coisa que de repente deixar passar tantas outras! E agora, sabendo de tudo, ouvindo tanta coisa receava que fosse tarde demais. Ele não só cansou das mesmas brigas que em nada davam, dos mesmos assuntos abordados, dos mesmos problemas não solucionados, ele perdeu a vontade de fazer dar certo. Teria perdido todo o amor? E mesmo que eu revisse minhas faltas, minhas falhas, meus erros, ainda daria tempo? Eu já não era mais o centro do seu universo e foi aí que eu me perdi. Quando eu percebi que caí no clássico tive que perder para valorizar.

Até ele tentar explicar o que acontecia com ele, sei lá, muita coisa ficou em suspenso no ar. Somado as novas atitudes, a esse novo eu dele, foi demais. Não tô entregando os pontos. Afirmo e reafirmo que jamais o abandonarei porque o amo e sempre escolherei a nós, não importa de que jeito for. Só que tem dias que pesa, demais! Aí eu preciso também de um tempo só meu, no meu mundo, na minha bolha, pra me reenergizar, para me entender, colocar as ideias e os sentimentos no lugar, para acalmar, para surtar a vontade, estravazar e depois voltar ao meus estado normal e seguir a jornada que está apenas começando. Só por favor, não me tirem e nem me neguem o direito a ter os meus momentos nada bons e legais também. Às vezes, são neles que eu me acho. E eu não quero falar com ninguém, não quero ir a lugar nenhum, não quero nada de nada, só ficar comigo mesma até eu me cansar de mim!

Respirar fundo virou rotina! Então, acabei de dar mais uma respirada e dar meia volta para esse momento doido, para algo que eu nem sei ao certo o que é e como vou lidar com o que não entendo, mas se não resta outra opção, vamos que vamos. Só quero que saibam quando olharem para mim que eu tô fazendo o meu melhor, tudo que que está ao meu alcance da melhor maneira possível. Mas eu não sou perfeita. E se acaso eu errar, não me atirem pedras. Já bastam as que eu tenho que tirar do caminho todos os dias, e as que não consigo, só me resta nelas pisar para prosseguir...

Grata!



Vontade de todos os dias...




Queira do seu lado alguém que...


Queira do seu lado alguém que não precise convencer constantemente, de que ali é o seu lugar. Alguém que não precise mostrar sempre os motivos e as razões para ficar.


8 de setembro de 2015

"A arte de não adoecer"


Se não quiser adoecer - "Fale de seus sentimentos"
Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados. O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia.

Se não quiser adoecer - "Tome decisão"
A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.

Se não quiser adoecer - "Busque soluções"
Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença.

Se não quiser adoecer - "Não viva de aparências"
Quem esconde a realidade finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso... uma estátua de bronze, mas com pés de barro. Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.

Se não quiser adoecer - "Aceite-se"
A rejeição de si próprio, a ausência de autoestima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia.

Se não quiser adoecer - "Confie"
Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.

Se não quiser adoecer - "Não viva sempre triste"
O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive. "O bom humor nos salva das mãos do doutor". Alegria é saúde e terapia.

Dr. Dráuzio Varella


Minha paixão...



Tudo que eu preciso... a vida que o zouk me dá.



Quero todo dia, toda hora, dançar sem parar!



Quando o coração e a batida da música são um só!



Feliz 3 anos de casados...


Tô contigo na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, nas vitórias e derrotas e em tantas coisas mais que vierem pelo caminho. Pois você é minha certeza, minha escolha e meu amor. Pra você, o meu eterno SIM! 

Que papai do céu abençoe sempre nossa união e ilumine nossos corações para que nunca nos falte amor, perseverança e fé para construir cada dia nosso casamento com sabedoria, paciência, compreensão, cumplicidade, tolerância, lealdade, harmonia, companheirismo, amizade, respeito e alegrias. Porque eu te amo demais, porque vou estar com você pro que der e vier e você sempre vai ser a melhor coisa que aconteceu na minha vida, meu orgulho, minha realização, minha felicidade. 

Que as adversidades nos façam crescer e aprender juntos e que nos una ainda mais. E que nunca nos esqueçamos de que sou eu por você e você por mim, que reafirmemos nosso amor nas mínimas coisas e que a gente, cada dia mais, perceba que sozinhos somos metade, juntos somos completude! 

Feliz 3 anos. E que venham mais 3, 33...



4 de setembro de 2015

Quando me Tornei Invisível...


É muito triste, eu sei. Fui às lágrimas, não pude conter. Cada vez aumenta mais o n° de pessoas e familiares que tornam-se invisíveis ainda estando vivos. Após suas mortes, honras e glórias, dores e saudades. Mas, e o que fazem em vida para celebrar e agradecer o presente de os terem consigo? Inevitavelmente, saudades da minha vózinha Madá, que Deus a tenha e que foi tão amada em vida e agraciada e amparada e sabia ser uma pessoa essencial na minha vida tanto quanto é agora, lá do céu. E ah quem me dera tê-la comigo para conhecer meu filho, ajudar a criá-lo e passar para ele todos os valores que me passou e tudo o que me ensinou. Agradeçam todos os dias quem tem seus avós por perto, junto de si. Pois muitos só se dão conta que eles se foram quando morrem e não percebem que os enterraram ainda vivos.




Quando me Tornei Invisível

"Já não sei em que datas estamos, nesta casa não há folhinhas, e na minha memória tudo está revolto. As coisas antigas foram desaparecendo.E eu também fui apagando sem que ninguém se desse conta. Quando a família cresceu, trocaram-me de quarto. Depois, passaram-me para outro menor ainda acompanhada das minhas netas, agora ocupo o anexo, no quintal de trás. Prometeram-me mudar o vidro partido da janela, mas esqueceram-se. E nas noites, que por ali sopra um ventinho gelado aumentam mais as minhas dores reumáticas.

Um dia à tarde dei conta que a minha voz desapareceu. Quando falo, os meus filhos e netos não me respondem. Conversam sem olhar para mim, como se eu não estivessem com eles. Ás vezes digo algo, acreditando que apreciarão os meus conselhos, mas não me olham, nem me respondem, então retiro-me para o meu canto, antes de terminar a caneca de café. Faço isso para que compreendam que estou triste e para que me venham procurar e me peçam perdão... Mas ninguém vem. No dia seguinte disse lhes: - Quando eu morrer, então sim vocês irão sentir a minha falta. E meu neto perguntou: - Estás viva avó? ( rindo)

Estive três dias a chorar no meu quarto, até que numa certa manhã, um dos netos entrou para guardar umas coisas velhas. Nem bom dia me deu , foi então que me convenci de que sou invisível.

Uma vez os netos vieram dizer-me que iríamos passear ao campo. Fiquei muito feliz, fazia tanto tempo que não saía! Fui a primeira a levantar, quis arrumar as coisas com calma, afinal nós velhos somos mais lentos, assim arranjei-me a tempo de não atrasá-los. Em pouco tempo, todos entravam e saíam correndo da casa, atirando bolas e brinquedos para o carro. Eu já estava pronta e muito alegre, parei na porta e fiquei à espera. Quando se foram embora, compreendi que eu não estava convidada, talvez porque não cabia no carro. 

Senti que o coração encolhia e o queixo tremia, como alguém que tinha vontade de chorar. Eu os entendo, são jovens, riem, sonham, se abraçam, se beijam e eu e eu.... Antes beijava os meus netos, adorava tê-los nos braços, como se fossem meus. E até cantava canções de embalar que tinha esquecido. Mas um dia... Um dia a minha neta que acabava de ter um bebê me disse que não era bom que os velhos beijassem os bebês por questões de saúde. Desde então, não me aproximo mais deles, tenho tanto medo de contagia-los! Eu não tenho magoa deles , eu perdoo a todos , porque que culpa têm eles, de que eu tenha me tornado invisível?"

Texto original - "El dia que me volvi invisible"
Autora - Silvia Castillejon Peral
Cidade do México - 2002

3 de setembro de 2015

O amor tem dessas coisas...


"O Amor tem dessas coisas mesmo: é imprevisível, acontece na nossa vida quando a gente menos espera, muda nossa vida sem pedir nenhuma permissão, enche nossos dias de sorrisos e o melhor, nos faz acreditar que JUNTOS podemos ser pessoas bem melhores e realizar até os sonhos mais impossíveis!!!!"

#VerônicaMedeiros #BoaQuarta


 

Ele(a) não está tão a fim de você.


 
 
Ele te machuca, diz que não teve a intenção de te machucar, te pede desculpas e você perdoa. Ele promete que vai mudar, ele tenta mudar, diz que anda se esforçando pra isso. Mas se ele precisa mudar pra te fazer bem ou se esforçar pra que você fique bem ao lado dele, você  não precisa dele. Na primeira oportunidade, ele volta a te machucar, diz que foi por impulso, que não estava sóbrio, coloca toda culpa da bebida, na música alta, e em você. Ele chora até te convencer de que você tem culpa nisso tudo. Você acaba se convencendo de que existe alguma coisa de errado com você, porque ele te trata como tanta importância que você não consegue encontrar uma razão pra explicar o que ele fez e só se culpa.
 
Ele nunca procura novos lugares pra vocês, sempre espera que você o convide pra algum lugar e se você não convidar, ele sempre tem outros lugares pra ir sem você. Ele diz que tá com saudade, mas não aparece. Está sempre ocupado pra você, e se você puxa um assunto, ele muda de assunto, diz que teve um dia cansativo e que precisa dormir. Ele nunca está disponível pra falar sobre vocês. O dia dele sempre é bem corrido, ele te pede desculpas por não ter tempo pra você, mas o tempo que tem, prefere falar sobre ele com aquele papo egocêntrico de que não tem o mínimo interesse na sua vida, aquela conversa que te faz achar que ele é o único cara do mundo capaz de aceitar o teu temperamento. 

Ele grita com você, te chama de idiota, diz que você é louca, ciumenta e paranoica quando você tenta questioná-lo sobre essa falta de presença que ele chama de falta de tempo.  Ele diz que você é inútil, e repete tantas vezes que, com o tempo, você acaba acreditando. Você passa mesmo a acreditar que você merece as bobagens que ele diz e faz com você.

Quando ele se sente vulnerável e percebe que você está prestes a se decidir, ele começa com aquele jogo de sentimentalismo barato só pra te confundir, diz que te ama e que não pode viver sem você, porque você é tudo de melhor que aconteceu na vida dele, mas enquanto está com você, nada muda. A verdade é que ele não consegue suportar a ideia de te ver livre, feliz e com outra pessoa, porque ele é tão inseguro que não sabe se consegue se dar bem sem você. Quando ele percebe que você se rendeu, logo te escanteia e te deixa pro segundo plano.  Ele exige sua companhia só quando bem entende. Quando vocês saem juntos, ele não se aproxima muito e qualquer pessoa que olha pra vocês, imagina que são só amigos tomando uma cerveja no final da tarde.

Ele só te culpa, te cobra tanta coisa que ele mesmo não consegue te dar. Só te arruma defeitos, te trata como um erro. Ele sugere que vocês fiquem apenas de vez em quando, te quer no tempo dele, te aceita no momento que ele quer. Ele some, aparece dizendo que pegou no sono, entra no Whatssap mas não te responde, até visualiza mas é mais fácil te dizer que estava ocupado, colocando o cachorro pra passear. Você percebe que ele está online a horas, mas quando você questiona, ele te diz que você está vendo coisas demais.  Nunca tem tempo pra conversar, sempre tá cansado, coitado! Ele não procura manter contato com você, só liga quando quer. Ele te coloca pra baixo, diz que os erros dele são efeitos dos seus, que as atitudes idiotas que ele tem foram consequência das suas. Ele tenta te culpar por ele ser babaca e te faz acreditar que realmente a culpa é toda sua. Depois, ele te pede desculpas, até chora, jura de pés juntos que não mentiu, não fingiu, você aceita as desculpas, dá mais uma chance, e ele aparece fazendo desse amor um jogo barato e sem destino. Ele não gosta das suas conquistas, acha os teus sonhos um saco, não comemora a tua felicidade. Tenho uma coisa pra te dizer, ele não está tão a fim de você.
 
 
 Iandê Albuquerque
 

Conselho do dia: abstrai...


Às vezes é o melhor.
Não adianta falar para quem está determinado a não ouvir.
Não adianta explicar a quem está determinado a não entender.
Não adianta se expor para quem está determinado a não se doar.
Não adianta dar um passo pra frente para quem está determinado a recuar.
Não adianta apelar para o bom senso para quem não se coloca no lugar do outro. Então, aperte o foda-se!






2 de setembro de 2015

Separação...


SÓ porque gostei e achei uma ótima reflexão...


Quem quer, arruma um jeito. Quem não quer, arruma uma desculpa.




Quem quer não adia, aparece. Quem quer te ver agora, não vai deixar pra amanhã, mesmo que a distância seja incalculável ou já seja tarde pra isso. Quem quer, não deixa pra depois o que pode ser feito agora. Quem quer ficar, fica sem que a gente precise implorar. Quem quer cuidar, simplesmente cuida. Quem quer, provavelmente não vai suportar a saudade, não vai poupar sentimento e entrega pra te ter.  

Quem quer, arruma um jeito. Quem sente vontade, faz saudade virar encontro, faz cinema virar motel, faz o cansaço virar amasso, faz dias frios mais quentes. Quem quer, é capaz de viajar 100 quilômetros só pra te ver, e não interessa se o tempo fechou tão rápido, quem quer não vai pensar duas vezes em te ver hoje ou deixar pra próxima semana. Quem quer, não vive de conversas, não perde tempo, não arruma mil e uma desculpas pra justificar que não vai dar pra te ver hoje porque o dia foi cansativo demais. 

Quem tem saudade do teu sorriso não se contenta só em ouvir a tua voz pelo celular, quem quer estar com você sentirá necessidade de te ver pra conversar sobre como foi o seu dia, sobre todas as coisas que te fez perder a cabeça e vai entender que é melhor te abraçar nos momentos mais difíceis do que te mandar um ''fica bem'' por mensagem. Quem quer te fazer bem, vai bater na tua porta com chocolates que comprou no meio do caminho pra tua casa e cervejas - é que o dinheiro era pouco e o vinho era caro. Quem quer realmente te ver, não esperará por um feriado ou por dias melhores que não tenham provas, nem muito trabalho pra fazer. 

Quem quer te ver, não vai se lamentar, vai vestir a roupa mais próxima e sair com sorriso mais sincero ao teu encontro. Quem quer, não vai reservar um tempinho pra você ou um horário fixo pra te ver, vai te reservar a vida e vai te ensinar que quando a gente ama, a gente não mede esforços, a gente não quer o outro pra preencher aquele espaço que sobra na cama ou aquele tempo vago nos finais de semana. Quando a gente quer,  a gente aceita o outro pra somar na vida, pra abrigar e torna-se abrigo, pra unir dois mundos. 

Quem quer ficar, vai fechar os olhos em teu peito e permitir, sem medo, acordar só noutro dia. Quem quer, vai fazer corpo mole pra não levantar da cama e não sair da tua vida, vai roubar tuas manhãs, vai jogar os braços por cima de você e quando você perguntar se a posição da tua cabeça tá doendo nele, ele vai te responder que não. Quem quer ficar na tua vida, não pensará duas vezes antes de entrar. Ficará pro café da manhã e se possível pro jantar, é que o gosto do teu beijo vicia e ele seria burro em não prová-los ao máximo.

Quem quer ficar, vai encostar a cabeça em teu ombro e vai te deixar descobrir todos os medos e segredos, erros e defeitos, vai apertar a tua mão pra tentar te dizer algo em silêncio, e vai se despedir de você sem te tirar nada, te permitindo a liberdade e te deixando com aquela sensação de querer viver tudo e mais um pouco ao lado dela. Quem quer você, tem vontade de te repetir, de tomar todos os gostos com teu sabor, de provar todas as aventuras com você sem te dizer que precisa pensar, sem te dizer: ''hoje não dá'', ''deixa pra amanhã'', ''não tô a fim''.  Porque quem quer, arruma um jeito. Quem não quer, arruma uma desculpa. 


Iandê Albuquerque

Amar é aceitar o outro exatamente como ele é.



O amor é simples, leve, libertador. O amor é companheirismo, presença, parceria. É reciproco, intenso e envolvente, onde só se ganha e nada se perde. Amar é doar-se por completo pra alguém sem medo do que esse alguém possa fazer com você. Amar é aceitar o outro por completo sem tirar nem alterar nada. Amor é aquele tempo que a gente nem tem e mesmo assim doa. Amor é chegar em casa, depois de um dia daqueles, e mesmo assim ter motivos pra sorrir porque o outro te olha como se não tivesse te visto há anos. Amor é segurar firme a mão do outro e sentir segurança suficiente pra entender que você estará presente não só enquanto tua mão envolver a dele, mas principalmente quando vocês estiverem distantes. Amor é mergulhar em um olhar que não te afoga, é transformar um abraço em um abrigo, é morar em alguém que mesmo com tantos defeitos e diferença, não te assusta

Amar é dormir ao lado de alguém que te cura de qualquer preocupação, é acordar com alguém que te leva pra um lugar que cê não tem ideia, mas mesmo assim aceita o desafio, porque o amor é capaz de enfrentar e superar qualquer obstáculo na vida. Amar é saber que ninguém é dono de ninguém. É ficar mesmo quando a pipoca queimar, o refrigerante perder o gás ou quando o filme for repetitivo, porque o que realmente importa pro amor é selar o encontro, é eternizar o momento e fazer de um sentimento uma memória. Amar é aceitar que o outro é livre e que se pode partir a qualquer momento. É aceitar que se doer, melhor deixar ir. Se ficar confuso, melhor partir. Amor é poder ser quem você é, não precisar fingir e permitir que o outro seja quem ele é, sem aparências, sem disfarces.

Amar é querer o bem do outro sempre, é torcer pelos sonhos e vibrar quando alcançá-los. Amar é sentir a alma do outro, e por isso, não fazer mal. Amar é não machucar porque, de alguma forma que a ciência não consegue explicar, isso vai te ferir também. Amar é sentir que às vezes será melhor ficar em silêncio e compreender com um só olhar o que a alma do outro quer dizer. Amar é não ter orgulho, se desfazer de todos esses joguinhos que usamos pra não ficar por baixo e não aparentar vulnerável demais. Mas amar é ser vulnerável, é se desfazer de todas as armaduras e se envolver de peito aberto. Amar não é se poupar, é doar-se por inteiro. É aceitar que nem sempre você estará certo, e se estiver, amar é reivindicar, relevar e perdoar também. O amor não tem a ver com alianças, expectativas, promessas ou contratos. Na verdade, se tem uma coisa pra te dizer é que não espere que alguém seja o seu modelo ideal. O ame enquanto for reciproco, e se for amor, será liberto, e se for liberto, você não vai querer moldá-lo ou transformá-lo em alguma coisa só pra te fazer bem. Se for amor, te fará bem exatamente do jeito que é. Sem egoísmo, por favor! 

O amor é compreensão. É acordar cedo só pra levar café na cama. É pôr uma música baixinha pra não interromper o sono. Amar é estar a vontade, ficar porque te fazem bem e fazer bem porque isso é  o mínimo que você deseja. Amar é ter uma cama enorme e acordar espremido no sofá. É fazer fazer brigadeiro e lembrar de guardar a panela porque o outro ama raspar o restinho de chocolate. Amar é apresentar novas coisas, lugares e novas pessoas. Amar é muito mais ''tô indo agora'' que ''não posso ir''. 

Se você diz que só consegue amar uma pessoa porque ela é daquele jeito e não consegue vê-la de um outro, você provavelmente não a ama. Você quer ficar com ela e ponto. Existe uma diferença muito grande entre amar e só ficar porque você se sente bem. Amar vai muito mais além do que achar o cabelo dela lindo ou os olhos castanhos dele tentador. Amar vai muito mais além do que aquela tatuagem de âncora no braço dele e a de cereja no ombro dela que você acha um charme. Amar é aceitar o outro hoje e entender que as pessoas tem todo direito de mudar, deixar a barba crescer, pintar o cabelo de rosa, cortar o cabelo bem curto, trocar o Rock pelo Samba. E você não deixará de amar alguém porque ele resolveu trocar Nirvana por Zeca Pagodinho, porque ele prometeu que não faria uma tatuagem e hoje quer preencher todo o braço esquerdo. Você não deixará de amar alguém só porque ganhou uns quilos a mais desde o verão passado. São outros motivos que vão te desprender de alguém.

Quero dizer que, quem ama vai entender que o outro pode mudar quando bem quiser, vai aceitar a naturalidade das coisas, vai aceitar as mudanças físicas, engordar, emagrecer demais, adoecer, não mais andar. Amar é aceitar que as pessoas mudam, que são vulneráveis aos acasos da vida, e que apesar de tudo isso, o sentimento não muda, porque o amor, cê sabe, é imutável.