1 de janeiro de 2010

... e rumo à 2010!

"Adeus Ano velho,
Feliz Ano Novo,
Que tudo se realize,
No ano que vai nascer:
Muito dinheiro no bolso,
Saúde pra dar e vender”.

Musiquinhas corriqueiras de final de ano tocam adoidadas nos alto-falantes das lojas pelas ruas da cidade. Subitamente, um enxame de pessoas se aglomera nas vitrines à procura de roupas brancas, para manter a tradição e chamar paz. Na mesa, o tradicional peru, chester ou bacalhau. Na mão, não pode faltar a boa e velha champagne para estourar junto com os fogos, da orla da praia ou dos tantos mil pontos da cidade que vão iluminar o céu de cores, formas e tamanhos diferentes. Na bolsa, os apetrechos para os supersticiosos de plantão: romãs, uvas, velas... Na mão, as tradicionais flores para jogar no mar. Pronto! Taí o típico brasileiro na passagem do ano. De vários estados, idades, culturas e religiões diferentes se encontrando com pensamento positivo, emanando boas energias, esbanjando simpatia e alegria, fazendo de tudo para entrar 2010 com o pé direito!

Este ano, fui para Copacabana. Particularmente, é o lugar onde apesar do tumulto e da confusão por estar extremamente lotado, eu gosto de passar a virada do ano. Não há nada igual a contagem regressiva feira da areia pelos milhões de pessoas que ali estão com olhos voltados para o mar e o coração batendo no compasso do estourar dos fogos. Este ano, tive um agravante à mais: meu amor nunca tinha estado lá. Então, nada melhor do que estar com que se ama, no lugar que gosta marcando o 1° momento do ano de 2010. Ao sair de casa pensei: “Sou safa nisto. Já perdi as contas de quantas vezes fui pra lá. Turista aqui, é ele”. E ri. No meio do caminho, percebi que com a chegada dos anos e a ausência nos últimos tempos tinham me feito perder a prática do negócio!

Inegavelmente, Copacabana estava linda! Iluminada, com vida, feliz! Eu,começava a pensar no que eu iria ter que enfrentar pela frente. A estratégia de retirar os camelôs da orla melhorou consideravelmente o tráfego e o acesso a areia para ver os shows. É que o contingente de pessoas era tão grande que não dava vazão, rsrs... Qualquer espacinho virava passagem e eu nem preciso dizer que me deixava fula da vida! Determinada a não perder o bom-humor e entrar o ano com a corda toda – mesmo sendo quase impossível – curti os shows de Lulu Santos e Paralamas. Pulei, dancei, me acabei. Quando Serginho entrou no palco anunciando contagem regressiva, fixei meus olhos para o limite entre o céu e o mar e comecei a fazer silenciosamente, meus pedidos, agradecimentos e desejos para 2010. Olhei para o lado e meu amor me olhava com olhar apaixonado, com os olhos cheios d’água de estar em um lugar novo, naquele momento especial, feliz. Foram 20 minutos de fogos e uns 10 de muitos beijinhos e abraços para mim. Nunca tinha sido tão boa uma passagem de ano. Ganhei uma declaração inesperada. E que me deixou sem reação e sem graça! rs. Quem diria...

A cidade pulava, gritava e queria mais, muito mais. E tudo que eu desejava era que momentos como aquele, quietinha, ao lado do meu amor se repetissem. E se não houvesse festa mais, para mim não importava. Eu já havia encontrado a minha maior diversão. Engraçado como o sentido das coisas muda quando você encontra a pessoa certa, que você tanto esperou. Me senti serena, tranquila, realizada e feliz. Pronto, achei os sentimentos que eu quero que me cerquem neste ano. Os demais, os mesmos: arrumar um emprego novo, fazer alguns cursos, finalizar pendências, de qualquer âmbito, fazer exercícios físicos, ter saúde e cuidar dela, estar próximo dos meus amigos, ter sempre minha família junto à mim, realizar cada vez mais meus sonhos e objetivos. E principalmente, que eu tenha sempre garra, força, perseverança e coragem para não cair com os obstáculos da vida. Que eu tenha sempre a cabeça iluminada e guiada por Deus. E as mesmas bênçãos que pedi a mim, pedi também que se estendesse aos meus familiares e amigos.

Bom, minha empolgação era mais interna do que externa: com meus anseios, expectativas e desejos para este ano que acaba de começar. Tenho tudo para ser feliz à minha volta. Só me resta saber reconhecer e aproveitar.


Feliz Ano Novo!!!
Que 2010 venha com tudo...

3 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Nossa duas pessoas vêem a mesma situação de formas opostas... ahahah...

Eu fui pra Copacabana e odiei a tal estratégia de retirada dos camelôs... Preferia como era antes onde a gente podia comprar uma cervejinha tranquilamente... A multidão me incomodou mais do que em todos os outros anos que fui e no final ainda me desentendi com um cara na volta pra casa de Metrê...

Nunca digo nunca, mas vai ser difícil voltar a Copacabana em reveillon... rsrs

Quem bom que pra vc a coisa fluiu bem!

Beijocas

Vanessa disse...

Vc sumiu do meu blog.. e pelo visto do seu tb..rss

bjsss

Talita Barroco disse...

Começar o ano com pensamento positivo já é meio caminho andado para que tudo certo. Basta continuar com essa positividade e esforço que acredito que seus desejos se realizarão, assim como sua felicidade plena.

Bjs