3 de março de 2010

BBB, paixão nacional!



Percebi, não agora, mas assim que firmou a edição 10 do BBB ontem, sob o comando de Pedro Bial, que este programa virou paixão nacional. Há que odeie, há quem faça suas críticas à respeito sem nada de construtivo, apenas por falar mal mesmo, há quem nem veja o programa, mas a grande maioria, ainda sim, é viciada fervorosa. Torce, grita, xinga, trama e sofre junto e é quase o 15° candidato da casa. Toda nova edição passa por reformulações e apresentam cenários e normas diferentes. Independente de quem ganhe, tem sempre o preferido do público. Tem o grupo que agrada aos telespectadores e tem aquele que ganha sempre o maior índice de rejeição. As primeiras 3 edições ainda era novidade para nós e para os próprios participantes. Mas dali em diante, o tipo físico, as atitudes, o estereótipo são os mesmos. Parece que saem da forma do que agrada ao público e entram direto no programa. Já nem é mais novidade, mas mesmo assim existe muita gente assídua à frente da TV em dia das provas de líder, anjo e da comida, torcendo com os obstáculos como o big fone, se divertindo com as festas e participando quase que ativamente das discussões, das armações e das teorias, rsrs. A surpresa desta edição é a entrada de um ex-participante do programa, Marcelo Dourado ou só Dourado, como é conhecido. Ele é do tipo, amem ou odeiem. Falem mal, mas falem de mim. Horas tem opiniões verdadeiras e atitudes autênticas, oras age de uma escrotice que não tem tamanho, aliás, mostrando que só tem realmente tamanho e de corpo, porque o cérebro é mínimo! Na minha opinião, acho errado a participação dele, já que teve sua chance em edição passada. Se não soube fazer direito aos olhos do público, problema o dele! A vez agora deveria ser dada a um anônimo, porque o propósito do programa é este. Mesmo que só na teoria. Na prática quase todos os integrantes da nave mãe do BBB são empresários (as), ou modelos(as), músicos (as), bailarinos(as), ou seja pessoas que estão em evidência mesmo no dia-a-dia. Pois bem, ele entrou, ninguém havia gostado e da noite para o dia, em cima de deslizes e fracos dos outros brothers ele vem se fortalecendo e hoje já se mostra forte candidato à ganhador do prêmio de hum milhão e meio de reais. Eu vejo o programa, fico tentando achar para quem vai minha predileção, me divirto com as confabulações alheias. Em particular, torço para o Kadu. Não só por ser carioca, mas pela postura e conduta que vem adotando dentro do programa. Na medida, nem de mais e nem de menos. Igual a ele, só uma ex-bbb a Juliana, não me recordo em qual edição ela participou, mas tinha grandes predileções do público também para levar o prêmio, mas acho que um super pobrinho, pra variar, tirou a liderança dela. Hoje, já não existem grandes novidades, sabemos até como vão agir os confinados de acordo com cada situação. Não muda: no início todos são amigos, se amam e prometem amizade e lealdade eterna, o tempo vai passando e todos colocam suas garrinhas de fora. Uns se estapeiam, casais se formam e se desmancham, grupos são formados e brigam com o outro, brigam entre si. Tem sempre aquele (a) que fala de todo mundo, aquele(a) que fica em cima do muro achando que é a tática mais certa. Aquele (a) que dá em cima de todo mundo e não pega ninguém, mas consegue voto ou melhor não é votado (a). Tem sempre gente bêbada, achando que seu jeito é único e que a edição é a melhor. Ou seja, nada demais ou de novo! Rsrs... Mesmo assim, ainda vejo, Não é algo alucinante, mas é legal!


Beijos e não se esqueçam de assistir a prova do líder de quinta! RS...
Boa sorte à todos!

2 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Alguns participantes eu comecei adorando depois odiei e uns que não gostava passei a gostar um pouquinho... Saiu a Cacau que eu adorava, a Angélica que tb adorava... Os gays acho meio sem rumo... Os outros participantes ou estão a beira de um ataque de nervos ou em cima do muro... O Kadu eu gosto tb, agora é ele faz parte de um pequeno grupo pra quem torço um pouco... Mas de verdade a minha única torcida é contra o Dourado... Odiei esse cara quando entrou, odiei durante todo o programa e continuo odiando... ahahah... Acho que minha torcida é pra que ele não ganhe... rs

Nanda Cunhada disse...

Adoro assistir ao programa, me perco nas tramas e odeio alguns participantes. Gostaria muito de um dia ter a oportunidade de estar lá dentro, mas como vc mesma disse e partilhamos da mesma opnião... Nesse tipo de programa já tem um esteriotipo certo e infelizmente não o temos... Imagina eu com o meu temperamento explosivo (tipo Maroca) lá dentro já vão falar que estou imitando e sabemos que não sou assim... e ao contrario do que muitos pensam somos pessoas bem parecidas umas com as outras a diferença esta no nome, naturalidade, mas se parar para pensar vai ver que somosiguais em praticamente tudo.
Grande Bjs!!!