30 de abril de 2010

Altos e baixos...

Tá certo, a vida não é um conto de fadas, e nem uma perfeição. Mas é incrível como ao mesmo tempo em que eu renovo minhas expectativas e esperanças com relação à tudo, tenho o dom de me decepcionar completamente com atos e pessoas. Não, não imagino que seja uma coisa e esta mesma coisa se revela outra. Apenas, depois de sanado o problema, de conversar e de “me entender” com a pessoa ou situação em questão, acredito que não se repetirá mais. E, quando volta a acontecer, fico fula da vida!

Eu sou feliz, mas muitas vezes questiono esta felicidade. Duvido de mim mesma diante de tantos acontecimentos. Como pode? Minha vida está perfeita dentro de suas imperfeições admissíveis na vida. Traço todos os dias os caminhos que gostaria que minha vida seguisse. Embora, algumas vezes, estes caminhos façam curva e esqueçam me avisar que mudaram a rota! Mesmo assim, sinto que não tenho motivos para medo ou reclamações. De qualquer modo, acaba acontecendo.
E depois, me sinto responsável!

Outra coisa que me tira do sério: ingratidão! Óbvio que não faça nada visando ser recompensada por isto. Mas poxa, nunca ter seu reconhecimento admitido? E ser sempre vc quem tem obrigações, deveres, responsabilidades? Não podem ter comigo, pra variar um pouquinho, vez ou outra? Acaba que os relacionamentos, de amizade mesmo, muitas vezes assumem a posição de “dois pesos e duas medidas”, como diz o velho ditado. O vento que sopra aqui não é o mesmo que sopra acolá. E no final das contas, mesmo com nossa razão em dia, acabamos sendo responsáveis e culpados de alguma coisa.

Sabe aquela menina da música famosa “Complicada e Perfeitinha”, pois é... sou eu! RS. Não de fato, mas na verdade dos meus sentimentos que variam de acordo com as situações e os dias. Tem horas que sou a determinação em pessoa, outras horas, cheias de dúvidas e receio! Nem eu me reconheço mais.

Tem horas que sou só sorrisos, e outras que me recinto por certas atitudes de pessoas ligadas à mim, onde eu esperava que ou não fossem daquela forma ou que não fosse de maneira nenhuma! Eu acordo com 100% de energia e chego ao final dele, na maioria das vezes, se com 30% é muito. Tenho me desgastado muito e comigo mesma. Tem vezes que parece que entro num transe de túnel do tempo e sinto tantas saudades de momentos, pessoas, que não são mais a mesma coisa. E parece que a realidade é tão distante e diferente da lembrança...

Tenho gerado imensa insatisfação com meu corpo. Embora meu companheiro diga que continuo linda e atraente e satisfazendo-o do mesmo jeitinho. Tô incomodada. E o pior, que não sei como aconteceu. Quando me dei conta... BUM estava eu com quase 10 kg a mais do que há uns 4 meses.

Voltei a dançar, para extravasar minhas insatisfações, para o meu bem estar emocional e físico e para meu prazer próprio. Mas até nisto, sinto que tem alguma coisa diferente. Talvez, meu empenho. Talvez a certeza de que isto é só mais uma fase passageira e que não poderei me manter tão dedicada assim, pois a vida me cobra que e faça e dê mais diariamente do que somente dançar! E desanima saber que infinitamente será este vai e vem doido e que na verdade, eu não saio do lugar! É frustrante! Embora, saiba que não tenho nenhum futuro como bailarina!

Vou levando... tentando não me deixar levar pela maré. E sim dançar conforme a música que eu escolho tocar e não que toquem para mim.

Mas, como já disse um sábio poeta, que agora não sei dizer o nome: o fantástico da vida é justamente poder, acordar a cada manhã e recomeçar. Como seria se não houvesse amanhã. Ou se já soubéssemos realmente tudo que acontecerá conosco? Que chato? A vida é maravilhosa porque tem mistério, porque tem segredos, porque é feita de momentos e porque podemos sempre ser aquilo que queremos ser, no dia depois de amanhã!

Beijossssssss e um excelente fds!

2 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Felicidade é um estado de espírito, que a pessoa está nele ou não! Meio que independe do que acontece contigo ou do que vc possua... Mas é óbvio que os aborrecimentos e decepções da vida deprimem qualquer ser humano, por mais otimista que ele seja...

Beijocas

Talita Barroco disse...

Amiga, sabia o que acontece? Vc pensa demaissssssssssssssssssss, cobra demaisssss.... deixa a vida te levar, sem pensar no que pode acontecer.
Seja mais leve, mais paciente, deixa a felicidade invadir sua casa sem analisar tudo sabe?!
VC tem tudo para ser feliz, basta deixá-la entrar sem bater na porta...

Bjss
Amo vc!