30 de outubro de 2009

O amor que existe para nós...


O amor que temos, nem sempre é o que sonhamos, mas é o que nos faz feliz!

Às vezes, penso no quanto tempo perdemos deixando de admirar as coisas belas da vida. Atribuímos a culpa pela falta de apreciação a terceiros ou situações impostas a nós. Não! A vida nada tem a ver com o “como” a enxergamos, aproveitamos e passamos por ela. A maneira como decidimos ver as situações e as pessoas que nos cercam, cabe exclusivamente a nós. Algumas vezes, culpamos a tal “falta de felicidade” pela ausência de alguém ou um sentimento, na maioria das vezes o amor. Ou sofre-se por ele, ou sofre pela não existência dele.

Hoje, tenho uma razão muito especial para falar sobre este assunto: fiz três meses de namoro e me encontro num estado constante de felicidade e completude. Parece que conheço há anos a pessoa com quem me relaciono. E, ao contrário de muitos casais que encaram a descoberta dos defeitos e das adequações de atitudes, não vejo nenhuma razão para se descabelar. Não encaro como um bicho de 7 cabeças a personalidade diferente do outro, e sim como uma gostosa descoberta. Posso dizer que, dentro de tudo que estou sentindo e vivenciando, o meu amor que se apresentou para mim é na verdade, completamente diferente do que eu esperava, imaginava ou almejava, na ilusão.

A pessoa que tenho ao meu lado é perfeita para mim! Seus pequenos defeitos, detalhes apenas, não se comparam as qualidades. Compreensivo, amável, carinhoso, amoroso, divertido, sensível, simpático, extrovertido, atencioso, possui um jeito especial e um olhar cativante. É inteligente, batalhador, perseverante em seus objetivos, sonhador e determinado. Não veio em um cavalo branco, como muitos esperam. Na verdade sua chegada foi inesperada e não bem aceita por mim, de início! Mas, como dizem que é de onde menos se espera que a vem as melhores coisas... Sim, ele me surpreendeu!

Quando eu já havia desistido de encontrar minha cara metade por aí, com um pouco mais de altura do que eu (rs), eis que ele para na minha frente e se impõe e se mostra e diz a que veio. E remexe com tudo que já esta quieto e aceito como definitivo. Fez uma reviravolta em minha vida. E desde então, não me lembro de um só dia que eu não tenha sido feliz nos braços dele, saboreando seus beijos, carinhos e sua companhia. Tendo-o sempre junto a mim nas horas difíceis e tristes. Compartilhando comigo sua vida e tudo que carrega dentro dele. Sorrindo sempre e me dando certeza e segurança de que um amor assim é possível, existe e é nosso! A saudade é gostosa de sentir, é o que nos faz aumentar mais e mais a vontade de estar perto a cada dia. Quando olho pra ele, não tenho dúvidas: ele é meu e eu sou dele. E até na distância entre nós, sinto paz!

E por falar no que o sentimento faz com a gente... acho que transforma! Hoje sei que ao lado dele sou outra pessoa. Em casa, entre os deles, com amigos, em qualquer lugar, a vida ganhou uma nova cor, uma nova concepção, um novo sentido a ponto de não mais saber como é sem ele comigo. Possuímos nossa liberdade, nossa individualidade, mas nossa união sempre fala mais alto. É, acho que é isto que melhor define a gente: união! Nunca soube ao certo o que era olhar para alguém e ter certeza de ter encontrado a felicidade. Não sabia o que era ouvir nas palavras o sentimento e ter certeza que era “ele”. Nunca soube que o corpo não é o limite que separa dois corpos. Entrelaçados, somos mais que um só! Estamos desnudos entregues um ao outro, de corpo, alma e coração. Vivemos o nosso hoje, pensando em ser e fazer melhor amanhã, por nós mesmos, pelo outro.

É estranho, pois relutei em me entregar tão rápido, mas o sentimento consumiu e ele me conquistou. E aí, como um passe de mágica PUF!!!!! Lá estava eu amando apaixonadamente, sem querer. Mas, poesias à parte, um relacionamento e os sentimentos que derivam dele não surgem do nada. Precisam ser cativados, cultivados e cuidados dia após dia para crescer forte e saudável, como uma plantinha! E, desta forma, não tenho dúvidas: é você! Meu homem, meu amor, meu amigo, meu tudo! Te coloco no colo, converso com você, te dou um abraço bem forte, durmo no seu peito, olho nos seus olhos, choro com você, sorrio com você, brinco com você, penso em você, vivo com você!

E hoje, olhando lá para trás, até me arrependo de desdenhar do amor. Ou de questionar que tipo de pessoa apareceria em minha vida. Se a gente soubesse que o amor mora ao lado e que temos que saber encontrá-lo e aceitá-lo, não se viveria com tantos porquês, talvez, quem sabe e afins como medo! O amor verdadeiro te encoraja, te fortalece, te impulsiona para frente. Faz você querer crescer, ser maior. Faz bem! Hoje, se me perguntarem, eu digo: prefiro amar e não ser amado, do que ser amado e não amar. Pois o amar enobrece a alma, liberta! E tendo um parceiro ideal, o que mais eu posso querer?

Sou feliz e agradeço por tudo que Deus me deu...”

Beijos e tenham um final de semana com muito amor e felicidade!

2 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Que lindo isso! Eu aqui da minha solidão, sempre tenho a certeza que não existe homem pra mim, não que eu seja melhor que as outras mulheres e que sou muito complicada... rs...

Aí eu leio esse relato e me dá uma pontinha de esperança...

Que os anjos e Deus continue abençoando a união de vcs...

Beijocas

Talita Barroco disse...

Oi miga!
Fico feliz que esteja bem, sonhando e feliz.
Infelizmente a vida não é só feita de sonhos e sempre digo que somos responsáveis e donos de nossa felicidade.
A felicidade não cai do céu, temnos que procurá-la e também dar oportunidades para as pessoas, assim como vc fez.

Adoro vc e sempre te quero ver feliz e realizada.
Viva, seja feliz, mas sempre com os pés no chão...

Bjus,
Tatá