6 de dezembro de 2009

"... Flamengo até morrer!"



Hoje o Rio é preto e vermelho. Tá lindo! Aliás, o Rio só não, digamos que boa parte do Brasil... Não costumo ser fanática por futebol. Na verdade, por nenhuma atividade esportiva ou qualquer outra que requeira ser fiel, fã, dedicada e adjacências. Torço, gosto, mas dentro dos limites, sem exageros. Mas, confesso: gosto de ostentar as vitórias do meu Mengão, assim como seus brilhantes títulos em sua história e, é claro, a sua torcida, famosa por ser a maior do mundo.


Agora, exatamente às 20h, o Flamengo já é campeão do Campeonato Brasileiro. Fogos estouram por todos os lados.... Jogos difíceis, lances disputados, baixas e faltas de grandes jogadores em campo muitas vezes, problemas administrativos do clube, uma má fase de uma não boa atuação. Mas, como em toda a sua história, o time guerreiro não se entrega fácil! Hexacampeão! E haja garganta para comemorar tanta alegria. Enfim, sai o grito de "É CAMPEÃO!!!"

Alegria mesmo, tenho o orgulho de dizer foi o comportamento da torcida. Tá bom, eu concordo: torcedor rubro negro é dureza de aguentar! Não existe humildade na hora de falar bem do meu time. Mas hoje, nos arredores do Maracanã, além de emanar uma vibração contagiante, era uma festa saudável, com diversão e na paz! Dava vontade de participar. Era bom estar ali no meio, nem que fosse por apenas algumas horinhas, rs (pois o trânsito estava completamente parado e fiquei engarrafada ali por mais ou menos 1 hora, no mínimo). Nada abalava... éramos todos parte de um único contexto e desde então torcendo, gritando, cantando as várias músicas de torcidas e buzinando. Cantando vitória antes do tempo para uns, bagunça pra outros, para nós, os flamenguista era apenas esbanjar uma alegria que não cabia dentro do nosso ser por estar ali! Não há hoje, um cantinho sequer no Rio que não esteja decorado com as cores preto e vermelho, com bandeirões (ah, eu não consegui comprar o meu) e os milhares de pessoas munidas do seu kit torcedor: camisa, boné, faixa.


Não dá pra explicar a satisfação. E não há imagem mais linda do que ver a torcida levar no grito, ininterruptamente o hino do time, o nome dos jogadores e gritar: “Eu, sempre te amarei, onde estiver estarei, ó meu Mengão. Tu é time de tradição, raça, amor e paixão, ó meu Mengão! Agora melhor é ver a nação rubro negra andar pelas ruas, de casa em casa, de bar em bar! Vou bebemorar mais uma conquista de título, a grande atuação em campo do time, os brilhantes jogadores e acima de tudo a alegria de fazer parte de uma grande nação: tenho orgulho de ser Rubro-negras!




Hino do Clube de Regatas do Flamengo


Uma vez Flamengo,
Sempre Flamengo.
Flamengo sempre, eu hei de ser.
É meu maior prazer vê-lo brilhar,
Seja na terra, seja no mar.
Vencer, vencer, vencer!
Uma vez flamengo,
Flamengo até, morrer!
Na regata, ele me mata,
Me maltrata, me arrebata.
Que emoção no coração!
Consagrado no gramado;
Sempre amado;
O mais cotado nos fla-flus é o 'ai, jesus!'
Eu teria um desgosto profundo,
Se faltasse o Flamengo no mundo.
Ele vibra, ele é fibra,
Muita libra já pesou.
Flamengo até morrer eu sou

Um comentário:

Dama de Cinzas disse...

Parabéns! Eu sou tricolô mas fiquei feliz com a vitória do flamengo! E tb com o não rebaixamento do Fluminense... rs

Beijocas