10 de fevereiro de 2013

Carnaval em casa!



Não sei porque, mas com o passar dos ano, estou cada vez mais desmotivada com esse caos e essa bagunça que tomaram conta do carnaval! tenho ficado muito desmotivada para sair de casa e me juntar a pessoas frenéticas e sem noção - ñ todas - e que fazem um monte de loucuras que denominam de alegria. É uma curtição desmedida, desenfrada. Um bando de gente bêbada por todos os cantos, que em vez de ficarem divertidas tornam-se perigosas e um saco.

Ainda gosto de carnaval, mas já gostei mais! Ainda saio no carnaval e curto um bloco aqui, outro ali, mas muito menos do que antigamente. Não vejo mais o espírito do carnaval nas ruas, nas pessoas. Cadê a festa em si. Tudo virou uma grande zona generalizada de gente doida, bêbada, suada e com grande propenção a terminar em brigas. Cadê a diversão com paz?

Não sei se é o passar da idade, se é a galera cada vez mais jovem que começou a tocar o zaralho na parada, fato é que dependendo da situação, prefiro permanecer em minha casa, na santa paz do meu lar a sair, me meter em roubadas e me aborrecer. Não sei aonde está escrito que diversão é isso! Muito menos que o que um acha muito divertido os outros tenham que aceitar.

Em apenas um dia de bloco eu vi muitos bêbados sem noção fazerem das suas, homens e mulheres, brigas, gente roubada. Quem não é adepto desse dipo de diversão acabou perdendo espaço na brincadeira. Muitas famílias, pais com crianças ou ficam restritos a blocos e carnavais infantis ou não saem de casa. Andar nas ruas é praticamente impossível! Vocês até podem me dizer: "- quem não gosta de carnaval que fique em casa!" Concordo! Mas ainda sim, precisa-se ir no banco, no mercado, farmácia, ir às ruas. Mas a massa ñ tá nem aí pra quem não quer ser importunado. Saem zuando tudo e todos na rua sem nem conhecer e saber quem são aquelas pessoas e se querem ser zuandas. Se ainda fosse brincadeira saudável, acredito que até quem não curte entra no clima. Mas desde quando sair jogando cerveja e espuma - que é tóxica e proibida - nos outros é diversão? Só se eu perdi algum capítulo da história!

Blocos cada vez mais super lotados onde ñ se consegue nem tirar o pé do chão! Já fui para muitos blocos mega lotados. Já passei 1.000 situações hilárias, angustiantes, divertidas e de pânico. Hoje em dia, ñ sei se me atrevo mais não. Já fui furtada 3x, já quase fui levada ao chão por uma massa. O trio anda lá na frente e aqui nos cafundós dos judas a gente mal consegue ouvir a batida. Pessoas e os infernais ambulantes se espremem para passar no mesmo metro quadrado... com sorte você não cai, não é arrastada e sai viva de lá pra contar a história.

Tô ficando sem paciência e é uma pena, pois o carioca tem uma diversão e felicidade singular, só que ñ tem medida e a bebida ajuda neguinho a perder a noção. Gosto muito de muitos blocos, mas que hoje, mega lotados, praticamente impossível de se acompanhar. Me lembro de quando curtia Bloco da Preta, Monobloco, Simpatia é Quase Amor, Bola Preta, Carmelitas, Suvaco de Cristo, Banda de Ipanema deliberadamente... E não são tantos anos assim pq não sou tão velha. Foi coisa de uns 5 anos no máximo onde a coisa desenfreou! Hoje tenho quase que pavor só de me imaginar naquelas circunstâncias novamente! Óbviamente ainda vou a um ou outro bloco, mas hoje em dia, prefiro os menos, com menos ibope, menos confusão acontece. E, estranhamente, para alguém tão apegada ao carnaval, não tô sentindo muita falta não, rs. Acho que aproveitei bastante e nos melhores anos, de juventude e dos blocos em si e tô meio que satisfeita já... Eventualmente, se vier a ir em um ou outro e a expectativa não for como o esperado, tenho como boas lembranças os bons anos em que me diverti como nunca! Das fantasias que vesti, dos bailes que fui, dos amigos, do samba, do batuque do repique que bate forte junto com o coração. Do vento gelado no rosto suado. De varias vozes, rostos e línguas pulando junto num só compasso. Rico e pobre brindam e dançam juntos ao som do samba que unifou a voz brasileira!

Hoje, tenho que estar com muita vontade mesmo e não somente como alguns anos atrás que topava qualquer coisa pra não ficar em casa, onde tudo era válido, tudo era diversão. Minha tv, meu ar-condicionado, minha paz, meu espçao sem fim, comida e bebida em mãos... tem que valer muito a pena, rsrsrs...

Carnaval ainda não acabou, mas a minha vontade tá pequenina de ir pra rua enfrentar "isso" rs. Mas, enfim, de repente, vai que... ????? rsrsrs. #fato: já gostei e aproveitei bem mais o carnaval carioca, hoje eu quero aproveitar outras coisas aliada ao carnaval, o que é diferente! rs.

Mas, para quem gosta e quem já começoua curtir e ainda vai continuar a peregrinação pela agenda dos blocos, bom carnaval. Divirtam-se com consciência! Muitas vezes perde-se a vida inteira em apenas 1 noite! Ainda há muitos carnavais para se aproveitar e lembrar... Diversão, mas com limites! Eu apoio! rs.

Bjokas





2 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Eu sou um tanto mais velha que você, mas ainda brinco o carnaval. Não do jeito que era quando tinha 20 anos, que quase entrava em coma de tanto cansaço, porque não queria nem parar para dormir. Mas acho que o Carnaval vai sempre me encantar, mesmo com os bêbados, a violência e tal. Os carnavais de bairro ainda estão mais light do que os do centro e Zona Sul, talvez porque não fiquem tanto no foco.

Beijocas

Fê Miceli disse...

Rsrsrs... Eu sinto uma diferenca ja. Mas n deixarei de gostar de carnaval. Apenas evitar alguns lugares e mudar o tipo de diversão. Rsrsrsrs...