6 de dezembro de 2012

Necessito de um tempo...




Ando querendo me desligar do mundo. Logo eu que sempre fui muito urbana! Essa agitação constante, essa correria diária, essas atribulações mil estão me cansando. Sinto que preciso de um pouco de paz, silêncio e serenidade. Não, não é apenas me trancar no quarto, ver tv no escuro, escutar uma boa música e dormir. Isso não vai aliviar a minha alma. Necessito mesmo de novos ares, para renovar.

A vida é engraçada. A gente jura de pés juntos que nunca vai deixar de ser, de fazer, de pensar, de gostar disso e daquilo. Mas quando nos vemos em determinado momento mudamos de opinião sem nos darmos conta. Hoje, eu já cogito daqui a algum tempo, morar em outro lugar, em outra cidade, obter novos hábitos, conhecer gente nova, ter um outro estilo de vida. Calma... da última vez que disse isso para uma amiga ela me olhou de olhos arregalados e perguntou: amiga, você vai se enfiar no meio do mato? kkkkk... quase morri de tanto rir! Então, antes que alguém pense algo similar, não, NÃO VOU ME ENFIAR NO MEIO DO MATO! Mas penso sim em uma cidade nem tanto mais pacata, pois algumas estão crescendo estrondosamente, mas acho que só o fato de largar aquilo de sempre já me deixa entusiasmada. 

Dentre os possíveis locais estão Gramado, Curitiba, alguma cidade de MG ou do Nordeste. Mas é apenas uma hipótese somada a sonhos e planos para um futuro ainda bem distante. Primeiro, preciso me estabilizar por aqui. E quero uma solução para essa minha insatisfação agora, rs. O mais rápido seria uma viagem, mesmo que curta, pois não posso me ausentar por muito tempo. Mas sei que seria apenas uma distração momentânea. Quando eu voltar para a minha casa, minha vida, meu trabalho e as demais coisas que são minhas, tudo vai voltar também. Queria buscar um canal para extravasar mesmo. Antigamente, eu conseguia fazer isso em pequenas coisas como dançar, escrever, conversar, ver um bom filme ou ler um bom livro. Mas hoje, sinto que isso já não me basta. A minha distração dura apenas o tempo que estou focada naquilo. Queria algo que durasse mais. Só que, infelizmente, não posso trocar de vida, rs.

Não tô insatisfeita com a vida que tenho totalmente. Tá certo que em determinados pontos queria que fosse diferente, bem diferente, por sinal. Mas não é nada traumatizante! Todo mundo tem um momento que se sente de saco cheio de tudo, vontade de jogar tudo para o alto e começar de novo. É um cansaço mesmo, mais emocional, mental, das coisas seguirem sempre as mesmas, pelos menos caminhos, todos os dias. E não vejo, por hora,  como e onde fazer grandes mudanças radicais. Então, tenho tentando me distrair ao máximo! Inovar? Sim, eu tento! No que se é possível inovar. Agora não que não dá, é aonde me sinto mais engessada.

Pode ser apenas uma insatisfação passageira, um momento, uma crise que como tudo na vida vai passar. Mas tem dias que esse meu cansaço me cansa, de tal maneira que se pudesse, deixaria de ser eu! rs. Só para poder viver a vida de outra pessoa por um dia e de repente, me libertar desse sentimento de "constância". Muita coisa aconteceu, de bom e de ruim. Muita coisa já mudou, pra melhor ou pra pior. Mas o ser humano é um animal insatisfeito por natureza. Nunca está bom o suficiente. Sempre quer mais. Não sei até que ponto isso é bom ou ruim. Até que ponto é incentivador ou desmotivador. Ando procurando entender...




Não é todo dia que sigo entediada. Nem todos os dias que me encontro desmotivada. nem toda hora que fico de saco cheio, nem todo momento tô insatisfeita. Tem dias... dias como o de hoje, onde tem tudo para dar certo e correr tudo bem e mesmo assim, sinto que me falta alguma coisa, há um vazio que não sei explicar. Não é falta de felicidade, pois motivos para isso eu tenho de sobra. Tô conseguindo realizar e construir muita coisa. Mas ando procurando a resposta para o meu inconformismo com determinadas coisas e que acabo transferindo em forma de intolerância para pessoas ( só para algumas, para outras tô sem saco legal, mesmo!).

Quem sabe ao final de algum dia, de alguma música, de algum livro ou de um filme eu consiga ter um insight e saber a causa de o porquê, apesar de não ter motivos, me encontrar meio cansada da minha vida ( que não é ruim) e cansada de mim (que não sou tão cansativa assim). 

Beijos!

2 comentários:

Talita Barroco disse...

Eu voto na Serra Gaúcha (Gramado e Canela). Lugar inesquecível e romântico, além de acolhedor e com uma comidaaaaa maravilhosaaaaa.
Bjs

Dama de Cinzas disse...

Te entendo porque estou muito, mas muito insatisfeita com minha vida. Ela é uma vida boa, confortável, tenho um emprego tranquilo, mas falta tanta coisa ainda que queria conquistar. Penso muito em mudar tudo radicalmente assim nos próximos anos. Não sei por onde começar, só sei que essa insatisfação está prejudicando as minhas relações atuais, ando impaciente e sem vontade de estar com as pessoas, mas tem a ver comigo mesma.

Bem, a gente vai tentando se resolver um pouco a cada dia.

Beijocas