25 de abril de 2011

Fanatismo = a sem noção

Detesto gente fanática, seja lá por que for! Acho que tudo que é demasiado é ruim. Existe limite para tudo, até mesmo para o gostar de algo ou alguém. O pior é quando o tal fanatismo vem aliado a atitudes sem noção. Quando a pessoa acha que vc tem que compartilhar dos mesmos gostos ou pensamentos dela. Não entende que às vezes, "cada um no seu quadrado" é a melhor coisa. Vou dar um exemplo rápido para explicar melhor o que digo: ia de trem para o meu antigo trabalho, já que era o transporte mais em conta, visto o horário e os engarrafamentos. Eu, sortuda a beça, pra não dier o contrário, pegava sempre o vagão dos religiosos (não vou explicitar aqui qual é a religião, pois posso falar besteira e isso nem vem ao caso tanto assim). O (a) fulano (a) vinha orando, pregando, contando suas experiências divinas e etc o caminho todo. E aos berros! Com td o respeito às religiões e crenças, eu não sou obrigada a ficar compartilhando disso. 1° lugar de oração em conjunto é na igreja, na minha opinião. Salvo em um momento extra, como numa oração especial por algum motivo. 2° não é porque a pessoa teve tal experiência, aconteceu isso e aquilo outro que comigo será a mesma coisa. Cada um é cada um! 3° nem tudo que acontece na sua vida de bom ou de ruim, pode-se atribuir a Deus. Coitado de Deus! Ele pode ser responsável por muita coisa e ser denominado o realizador de inúmeros milagres. Mas a escolha é pessoal e de cada um. Ele não obriga ninguém a seguir por este ou aquele caminho e fazer as coisas certas ou erradas. Mas o nome dele é mais pronunciado que palavrão em jogo de futebol. Isso me incomoda, profundamente! Tudo a pessoa colocar Deus e os demais santos no meio... falta do que fazer. E, finalmente, 4° ficam tentando converter a todos a aceitarem a religião deles, mudarem de religião e tal. Coisa que eu considero, sem noção!

Claro que tô aqui falando dos religiosos, mas não são só eles. É que eles acabam sendo bodes expiatórios mesmo, rs. Mas os torcedores, são outro exemplo de fanatismo. Sou torcedora e gosto de futebol, mas tem gente que extrapola. Canta vitória antes da hora, fica falando que seu time é o melhor, canta os hinos da torcida, tem todos os apetrechos de faixas até copos e adesivos, qualquer conversa já mete o comentário do último jogo no meio ou o jogo é desculpa para puxar conversa e geralmente, não aceitam ser contrariados. Um saco completo! E os demais torcedores de outras modalidades tb não foram excluídos não. Há aqueles que acordam de madruga para ver o treino da fórmula 1 ou as lutas de boxes. Há quem nem saia de casa diante de um torneio ou campeonato qualquer. E ainda cisma de dizer que é superstição!

Tem os funkeiros, pagodeiros, roqueiros e outros 'eiros" da vida que acham que os locais públicos são domínios particulares e que só existem eles no planeta. Aí então, a tal da sem noção ataca de vez! A onda do momento: ouvir música no celular. No último volume. Sem fones de ouvido! Dentro de locais fechados ou ao redor das pessoas que não compartilham nem um pouquinho do gosto musical deles, ou se caso gostar, pode não estar a fim de escutar naquela hora. Inconveniência pura. 10 doses de sem noção. Imagina vc com aquela dor de cotovelo e o fulaninho do lado ouvindo aqueles pagodinho mela cuecas duas horas no engarrafamento? Ou vc está com uma baita dor de cabeça e a peste no último banco do ônibus está com um pancadão chato e irritante nas alturas? Tenha dó!

Pior: tem a classe dos nextels. Gente, que raiva me dá ouvir aquele barulhinho de rádio. Em qualquer lugar a pessoa que tem um rádio não para de 'chamar' os demais. E a conversa é participada a tds que estão no ambiente. Além de sem noção é falta de educação! E as conversas são as mais toscas possíveis. Desde futilidades e inutilidades até particularidades e lavagem de roupa suja. Caramba, pq não disca para a pessoa e conversa com ela, civilizadamente, como eu ser normal? Mas não, tem que ficar "bipando' a pessoa de 5 em 5 minutos. E o pior é quando a pessoa não responde ao alerta. Aí que a pessoa, inconformada com o silêncio, proposital ou não, chama mais ainda. E o sem noção total, muitas vezes faz isso em locais que existem avisos dizendo que é proibido usar celular.

E o leitor do metrô?? A criatura abre o livro, se planta num lugar "x" e de lá não sai. É levado pela multidão nas paradas. A criatura não abaixa o livro e olha para as pessoas nem a porrada. E quando faz ainda é com cra de raiva ou desprezo! Lendo ela está, lendo ela continua, mesmo que o livro esteja incomodando a cabeça, a cara, as costas ou sei lá mais o que das pessoas em volta. Amo ler. Admito que leio no trânsito. Mas não sou débil de abrir um livro no corredor de um ônibus, lotadão e atravancar a descida ou a subida das pessoas. Pera lá, né?

Donos de animais também são horríveis para boa convivência. Amo animais. Tenho 4 cachorros e 1 gata. Na minha casa, eu mimo, faço gracinhas, até exagero como se eles fossem gente e da família. Mas isso é coisa minha e eu não obrigo ninguém a compartilhar desse pensamento ou desse gosto junto comigo. Mas há quem não concorde. Se o animal é o bebê de casa, ele vai ser o tal em tds os lugares. E querem entrar com animais nos ônibus, nos shoppings, nos restaurantes, mercados, clínicas. Pô, tudo tem limites, né? Tem lugar que não combina com animal. Por mais limpo e cuidado que ele seja, até adestrado ou muito bem educado, existem pessoas que não gostam de animais, que não entendem o gostar(exagero) de algumas pessoas por eles e temos que respeitar isso. Não é mau trato com a bicho a pessoa tratá-lo como animal, desde que não judie dele. Mas, vai falar isso para as senhorias de plantão que passeiam com seu poodles, yorks, pinchers e afins por aí. Vai ser excomungado! rs...

Tem os fanáticos por computadores, games e tecnologia. Estão "on" o dia todo, respiram informação 24h por dia. E estão sempre à procura do modelo mais atual, do mais evoluído, do melhor, da última geração que nem nasceu ainda... Enfim... uma necessidade que nunca será saciada. E que o consumidor nunca vai estar satisfeito!

Por que as pessoas são tão sem noção?????? Invadem o espaço do outro sem a mínima cerimônia. E o pior: quando o espaço deles é invadido, ainda se sentem ofendidos... É o fim!!!!!!!!

E estes são só alguns dos exemplos que eu presencio diariamente. Obviamente, existem muitos outros por aí. Que agora, me fogem da memória. E, na maioria dos casos, as pessoas se sentem incomodadas, mas não falam nada. Se calam. E, como já dizia o ditado: quem cala, consente - ferrou! O indivíduo vai continuar fazendo e cada vez vai ser pior.

Na boa, eu gosto muito de muita coisa: dança, vôlei, ir à praia, dormir, papear com amigos, namorar, ver filmes, ouvir música, meus bichinhos de estimação, escrever... mas nem por isso sou fanática por essas coisas! Não as faço o dia todo e nem deixo de fazer outras coisas em prol delas. Tem que saber dosar. Há espaço para tudo.


2 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Adorei seu post! Eu tava para escrever sobre o assunto, mas acho que vou desistir, você já o fez tão bem... ahahah

Odeio fanáticos. Eu gosto de tudo até a página 3. A partida de futebol acabou, sai do tempo religioso, acabei de ver o ator que gosto. Pronto, vamos pensar em outra coisa. Tem gente que fica pensando na mesma coisa 24 horas... Affe... Dá raiva.

Se eu fizer o post, vou linkar para cá, tá muito bom seu texto!

Beijocas

disse...

Parabens pelo texto.... acredito q a base pra se viver bem é o respeito ao proximo. Se vc adentra o espaço do outro sem sem convidado....aff e simplesmente lamentavel! abraços