22 de abril de 2011

Por que não comer carne na sexta-feira?

Essa tradição praticada na Sexta-Feira da Paixão me intriga muito... Por que nesses dias, segundo a Igreja, não podemos comer carne de boi, porco e frango mas podemos comer peixe? Eu sigo tal "regra" mais por respeito à minha vó, que era fiel a essas coisas, pq eu não acredito nisso e em muitas outras coisas defendidas pela Igreja Católica. Como o próprio Jesus disse: "Não importa o que entra em sua boca e sim o que sai dela." Agora, alguém pode me explicar essa coisa do peixe ser permitido nesses dias?

Segundo andei lendo, o peixe tem um significado sagrado para os cristãos. Tem inclusive muitas imagens de quadros e esculturas com o animal. O peixe foi um símbolo muito importante na vida dos primeiros cristãos. Surgiu na época da formação das primeiras comunidades cristãs. Quando Jesus já não vivia mais entre os seus discípulos, o Império Romano e outras religiões queriam acabar com o cristianismo. Mas os seguidores de Jesus não cederam às ameaças e continuaram reunindo-se, ensinando e vivendo o que Jesus havia dito. Essas pessoas resistiram à perseguição e criaram um símbolo que identificasse a sua fé: o peixe. Este símbolo foi escolhido porque a palavra PEIXE, em grego, é um acróstico de confissão de fé: “Jesus Cristo, Filho de Deus (é o) Salvador”.

Mas por que se costuma comer peixe na Sexta-feira Santa? É apenas um costume, não é uma ordem de Cristo. O fato de não se comer carne com sangue na Sexta-feira Santa quer demonstrar o respeito ao sangue derramado por Cristo em nosso favor. Aliado a isso está o fato do peixe ter sido o alimento dado pelo próprio Cristo ao povo faminto. A quarta feira de cinzas inicia a quaresma , periodo que pela Igreja Católica é considerado como de penitência e jejum ( não confundir jejum com abstinência.... ). E a sexta feira da paixão . como o proprio nome diz, é o dia que ocorreu a paixão e morte de cristo. Por isso a Igreja coloca como obrigatório para todos os católicos se abster de carne nesses dias. E a causa dessa abstinencia tem relação com a Idade média e moderna, onde a carne era algo mais nobre , e que se comia normalmente em dias mais festivos. Já o peixe era algo mais comum na mesa. E também porque para se matar um peixe não se derrama sangue, já para matar um boi, ou galinha, ou qualquer tipo de caça, você precisa derramar sangue, e nesse dia em respeito ao sangue derramado na paixão, pede que não se derrame sangue.

Agora claro que infelizmente essa abstinencia se tornou motivo mais para fazer verdadeiros banquetes de sexta-feira da paixão do que como um dia de luto pela morte de Cristo. O que esta errado de acordo com a doutrina católica, pois das 15 horas da tarde de sexta, até a celebração da Vigilia Pascal no fim do sabado, deve ser um dia de silencio , guarda e oração. Eu sou católica, não praticante, mas dou de batismo, então sou meio suspeita para concordar ou discordar de algo, mas acho que ninguem é obrigado a deixar de comer carne. Só deixe se você realmente acredita e vê um motivo para isso. Eu mesma não vejo propósito para muitos costumes e tradições impostas pela igreja católica. Então, eu não as sigo.

Quando pequena acreditava que se não seguisse essa tal regra, alo muito ruin iria acontecer. Pois nada disso me havia sido explicado. Diziam-me apenas que era para se comer peixe, proibido comer carne e pronto. Então, no meu fantástico mundo de Boby infantil, achava que algum tipo de praga ou peste cairia sobre mim e minha família. Anos se passarame e u sem resposta, acabei acatando a decisão de alguém de comer somente frutos do mar nesse dia e assim segui a minha vida. Mas, este ano a tal pergunta voltou a me incomodar. Pesquisei algumas coisas na internet e achei a resposta, que é mais como uma cultura católica interna de cada um do que uma ordem.

Sendo assim, hj vou pensar seriamente, se comerei somente peixe o dia td! rsrsrs...





Um comentário:

Dama de Cinzas disse...

Quando era criança escutei, perto da sexta-feira santa, um conto de horror, em que o diabo se fantasiava de uma doce senhora e vendia carne suculenta na sexta-feira santa. Então uma dessas pessoa comeu e rapidamente viu a senhora virar em demônio e o arrastar para o inferno.

Nossa! Lembro que na época fiquei semanas assustada com isso. E acho que por conta dessa impressão forte que ficou em mim, não como carne nas sextas santa. Mas não vejo muito outro motivo, pois sou espírita kardecista e na minha religião não tem nada disso.

Beijocas