7 de fevereiro de 2011

Falta de humanidade

Esta semana eu vi uma cena, mostrada em um telejornal nacional que muito me chocou. Jovens espancavam um morador de rua. Judiavam mesmo dele. Amarraram seus membros, o arrastaram pelas ruas, chutaram o pobre coitado e este indefeso só fazia gritar. Gente, que país é esse? Onde nós estamos? Cada vez mais o mundo evoluí tecnologicamente e o homem retrocede mentalmente. Só pode! Gastamos dinheiro com estes jovens, investimos na educação deles, acreditamos que podem fazer uma diferença importante e saudável no futuro e olha só o que eles aprontam? Agem que nem uns Neanderthal. Na verdade, não. Agem que nem bárbaros, mesmo! Porque Neanderthal reagiam quando se sentiam acuados ou em perigo e só atacavam suas caças, necessárias para sua sobrevivência. Estes maníacos agem por pura diversão, satisfação da autoestima, e sensação de controle do poder. Covardia, baita sacanagem, isso sim! E, aonde, por um acaso estavam os pais desses inocentes jovens que são bons filhos e não fizeram nada demais? Afinal de contas, o que é um mendigo que amanhece morto e espancado nas ruas de uma cidade violenta? Quem vai se importar? Se não fosse as câmeras de segurança delatar esta ação covarde, seria apenas mais um fato desconhecido dentre as centenas de barbáries que acontecem diariamente, e ninguém fica sabendo. Agora, se a situação se invertesse, o que teria acontecido com o morado de rua? Preso, espancado também, judiado por policiais, xingado pela população revoltada?

Para viver nesse mundo tem que ter cada vez mais sangue frio!!! Coisa que eu, definitivamente, não tenho. E, bom senso, que confesso, me faltar em muitos casos de abuso como esse.



Um comentário:

Dama de Cinzas disse...

Isso sempe aconteceu e é algo assustador.

Há alguns anos queimaram um índio que dormia na rua.

É a falta tota de crença em Deus.

Beijocas