21 de fevereiro de 2011

Todo mundo grávido, rs

Final de semana do meu aniversário foi tranquilo, com algumas comemorações, mesmo sem eu querer, rs. Sexta, como já disse rolou um churras surpresa lá no trab. Sábado, apenas sai para almoçar com mami e Ju e depois fomos dar uma volta na orla da praia de Copacabana no final da tarde. Domingo, a família do Ju resolveu vir aqui se juntar com a minha e fazer uma bunçinha em família para alegrar meu astral. Foi ótimo!!!!

ATP engenharia
                              Com o carinho de mami, em Copacabana
      Curtindo o dia ao seu lado
        Meus afilhados e sobrinhos
         Minha família que eu amo!  
       Obrigada por tudo...


E, fds que vem tem mais. Quero sair pra dançar porque aí, sim, pra mim comemorei em alto estilo, rs. E, para chamar algumas pessoas para a chopperia, nada melhor do que deixar recados aonde todos vão diariamente, mais eficiente que email: orkut! Embora hoje em dia o Facebook seja mais utilizado, o tradicional Orkut ainda é muito acessado. E foi lá que eu fiquei vendo que a maioria das minhas amigas, casadas ou não, estão grávidas!! Cada foto mais linda que a outra. De estúdio ou caseira, fato é que as futuras mamães estão radiantes, felizes da vida, cercadas de mimos e doidas para verem seus filhotes nascerem. Será que é uma onda de modismo familiar? Primeiro, ano passado foi uma enxurrada de casamentos. E a lista ainda segue este ano. Acho que, na juventude, nunca vi tantos casais querendo casar e formar família. Indo contra as convenções dos solteiros(as) e jovens de que o importante é aproveitar e curtir a vida. Tá certo, acredito que cada um tem seu conceito de diversão e aproveitamento da vida, sozinho, acompanhando ou seja lá como for. Mas, a união matrimonial nunca foi muito bem encarada nem muito menos praticada pela população mais jovem, independente de raça, credo, cor e país. Mas, fico feliz que esteja acontecendo. E com a maternidade a mesma coisa. Sei que chega uma hora na vida da mulher e do casal que necessitam de uma continuidade para seus planos e de um sentido para as vidas. E, naturalmente, vem os filhos. Eu, particularmente, apesar de estar beirando os 30 e já estar mais ou menos estabilizada com a vida de casada, confesso que esta ideia me aterroriza um pouco e está longe de fazer parte dos meus planos e objetivos tão cedo. Tenho medo de não ser uma boa mãe, de na verdade nem saber se quero ser mãe. Adoro crianças, dos outros. E adoro mais ainda quando posso entegá-las para seus pais quando estas me enchem demais. Não são responsabilidade minha! Mas meus filhos serão e não terei para quem entregá-los para cuidar, educar, dar colo, etc, etc e tal. E não sei se já estou preparada para entrar nessa fase. Não digo hoje, agora, mais pelos próximos 10 anos, rs. Tá tudo bem, pode ser que eu esteja exagerando, mas eu acho importante os pais das crianças serem realizados profissional, pessoal, financeira e socialmente. Para que não passem suas frustrações aos filhos ou acabem culpando-os pelo que não aconteceu, deu certo ou foi diferente em suas vidas.  Ainda quero fazer muitas coisas na minha vida, experimentar, errar, inovar, conseguir meu emprego, ser bem sucedida, viajar, aprontar bastante e outras coisas mais antes de finalmente dizer: agora é a hora de eu cuidar de outra pessoinha e ela vai ser o ser mais importante da minha vida. Pode ser um pensamento egoísta, mas ainda não me vejo abrindo mão, nem abdicando de muitas coisas minhas em prol de outra pessoa. Vai ter um momento certo para isso. Por enquanto, quero pensar e cuidar de mim, do meu marido, viver nossos momento à dois sem responsabilidades, sem hora pra voltar pra casa, sem perocupações a mais. Mas, igualmente ao assunto do casamento, fico muito feliz com a nova fase da vida das futuras mamães e tenho certeza de que todas elas, independente da mnha opinião, vão concordar que a gravidez é a melhor coisa que aconteceu na vida delas e, por aí, vem aqueles papos de "mãe" que eu não entendo nada, por enquanto, rs...

Felicidades à todas as minhas amigas e pera as futuras mamães desconhecidas por mim!!!!

2 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Quando chega meu aniversário é que me dou conta de o quanto sou solitária... rs... Acho que tem uns 300 anos que não comemoro meu níver, que não seja aquela festinha básica do trabalho. Quase um compromisso social que eles seguem com todos os aniversariantes.. rs

Beijocas

Talita Barroco disse...

É amiga, isso está acontecendo porque estamos envelhecendo, só isso.
Ainda temos muitas coisas para ver e passar... tb ainda estou na onda de não querer filhos tão cedo, rs.
As pessoas acham que sou a maluca dos grupos, já que não penso em casar nos próximos anos e muito menos ter filhos agora... mas, vamos que vamos...

Bjussss
Tatá