27 de fevereiro de 2011

Falsidade é o que me mata!



Sei que não devemos esperar atitudes das pessoas com relação a gente como a gente faz com elas. Sei que não devemos acreditar no que não existe e nos iludirmos. Sei que não devemos criar expectativas quanto a uma coisa incerta, mas sim, eu faço tudo isso, e me magoo. Me decepciono e fico sentida. Por que as pessoas que se dizem amigas simplesmente não agem com consideração, respeito e verdade com que sempre foram tratadas? Por que fazem questão de inventar desculpas e serem dissimuladas? Não tolero isso. Na verdade eu abomino isso numa relação, seja ela qual for. Nas frases clichês para mostrar a indiferença quanto ao trato dos outros, sempre dizem: "devemos esperar que os outros tenham as mesmas atitudes que nós; ou que façam por nós aquilo que fazemos por eles". Não devemos esperar, mas na verdade todos esperam, alguma coisa. Nem na mesma intensidade, nem do mesmo jeito, mas esperamos alguma reciprocidade! E quando ela não vem, nos chateamos. E eu sou mestra nisso! Vivendo e nunca aprendendo. Na verdade, acho que não sentir chateação ou fingir que não sente, que não liga é como uma autodefesa que nos torna imune à decepção e frustração. Não sempre, mas boa parte do tempo. Mas, no fundo a gente se chateia sim. Eu não espero uma entrega desprendida e nem uma devoção eterna, somente, se se dizem amigos, que façam o mínimo que os amigos fazem: serem sinceros e leais. Não acredito que outra pessoa tenha poder de ação sobre outras, determinando quem vão ser suas amizades ou com quem alguém pode se relacionar ou não. Mas, pelo visto isso acontece. Acho falta de personalidade e atitude para assumir o que querer. Mas enfim, às escolhas são pessoais. E cada um tem que arcar com as consequências dos seus atos. A minha consequência, por mais certa que tenha sido e verdadeira, foi sair do ciclo de convivência. E agora, eu ñ presto mais. Já esperava que a reação pudesse ser essa mesmo, nem por isso deixa de doer menos, porque ainda sim, eram pessoas com as quais eu me identificava, eu convivia e eu gostava. Tenho que viver a minha vida, aceitar a decisão de cada um e não esperar mais nada! Mas, paciência... uma hora a vida ensina e eu paro de repetir esse módulo. Venco a reprovação e passo para a etapa seguinte.

Excelente semana...

2 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Tão difícil não criar expectativas quanto ao comportamento dos outros. O que podemos fazer é pisar um pouco no freio, sem nenhuma garantia de que vamos conseguir... rs

Decepções sempre acontecem, a gente acha que está preparada e quando vê lá vem uma bem difícil.

Beijocas

Talita Barroco disse...

Com quem se decepcionou amiga? Sabe que se quiser conversar, eu tô aqui. Estou sempre com vc para o que der e vier.

Te amo!
Bjs